Congresso/ANMP. Governo em condições de financiar descentralização mesmo sem OE2022, diz Alexandra Leitão

A ministra que tutela as autarquias, Alexandra Leitão, disse este domingo que o Governo está em condições de assegurar o financiamento do processo de descentralização, apesar do chumbo da proposta de Orçamento do Estado para 2022.

Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública | Cristina Bernardo

A ministra que tutela as autarquias, Alexandra Leitão, disse hoje que o Governo está em condições de assegurar o financiamento do processo de descentralização, apesar do chumbo da proposta de Orçamento do Estado para 2022.

Alexandra Leitão, que discursou na sessão de encerramento do Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), em Aveiro, afirmou ainda esperar que “em breve” se possa iniciar um trabalho conjunto com o poder local “com o objetivo de identificar novas áreas que possam vir a ser transferidas para as autarquias”.

A ministra considerou que a descentralização de competências “é a mais importante reforma administrativa dos últimos anos”, salientando que, “apesar de todos os constrangimentos que resultaram da crise pandémica, o processo de descentralização não parou”.

Segundo Alexandra Leitão, todos os municípios do continente assumiram pelo menos uma das competências descentralizadas e 75 dos 278 municípios deste território “já exercem a plenitude das competências que lhes são aplicáveis”.

“Naturalmente que gostaríamos de ter avançado mais depressa, mas é inquestionável o empenho que a generalidade dos municípios tem colocado neste progresso e é evidente que o Governo que sair das eleições de 30 de janeiro estará sempre disponível para continuar o diálogo em torno deste processo, que é um processo importantíssimo para o país, e no sentido de assegurar o financiamento necessário para o exercício das novas atribuições e permitir uma maior agilização na transferência dos montantes associados à descentralização”, realçou.

O XXV Congresso da ANMP realizou-se este fim de semana no Parque de Exposições e Feiras de Aveiro, com a participação de cerca de um milhar de congressistas, em representação de praticamente todos os 308 municípios portugueses.

O primeiro-ministro, António Costa, participou na sessão de abertura e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encerrou hoje os trabalhos.

Na reunião magna dos autarcas das Câmaras Municipais, a presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro (PS), foi eleita a nova presidente da ANMP.

Recomendadas

MAI diz que bombeiros vão cumprir apesar de discordarem de nova estrutura da proteção civil

Na reunião extraordinária do conselho nacional da LBP, foi aprovada a criação de zonas e sectores operacionais de bombeiros, prevendo-se que as federações, no prazo de 15 dias, apresentem ao conselho executivo da Liga uma proposta de metodologia de organização das zonas e dos sectores operacionais.

Vitor Ramalho confessa ter deixado o PS em 2012 em rutura com António Seguro

O ex-dirigente socialista lembra que a disponibilidade manifestada por António Costa para se candidatar a secretário-geral do PS só aconteceu depois, em 2014, após as eleições para o Parlamento Europeu.

Aeroporto: Jerónimo de Sousa acusa PS e PSD de adiarem decisão de localização

“PS e PSD estão a tentar entender-se para um novo adiamento da construção do novo aeroporto”, afirmou Jerónimo de Sousa aos jornalistas, à margem de uma visita a uma exploração agrícola na Lourinhã, no distrito de Lisboa.
Comentários