Congresso dos Estados Unidos aprova pacote de estímulos de 735 mil milhões de euros

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na segunda-feira, um pacote de estímulo no valor de 735 mil milhões de euros para fazer face à devastação económica causada pela pandemia.

Senado dos Estados Unidos

O Senado aprovou o projeto com 91 votos a favor e sete contra, horas depois de a Câmara dos Representantes ter votado 359 a favor e 53 contra.

O pacote de emergência foi incluído na lei de despesas para financiar a administração federal até setembro de 2021, num valor total de 2,3 biliões de dólares (1,8 biliões de euros).

A sua entrada em vigor final está pendente de ratificação pelo Presidente cessante, Donald Trump.

Os pontos mais marcantes do pacote de estímulo são o pagamento de 600 dólares a todos os norte-americanos com rendimentos inferiores a 75.000 dólares por ano e subsídios de desemprego de 300 dólares por semana.

Estes benefícios podem tornar-se efetivos na próxima semana, anunciou o Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

O pacote de estímulo também inclui 325 mil milhões de dólares (266 mil milhões de euros) em ajuda às empresas, 45 mil milhões de dólares (36 mil milhões de euros) para salvar sistemas de transportes públicos, 82 mil milhões de dólares (67 mil milhões de euros) para escolas e 20 mil milhões de dólares (16 mil milhões de euros) para distribuição de vacinas covid-19.

Os democratas e republicanos anunciaram o acordo no domingo à noite após meses de negociações para incluir a ajuda de emergência na lei de despesas para 2021.

O Congresso aprovou uma ajuda de 2,2 biliões de dólares em março no início da pandemia, a maior da história da nação, mas os benefícios, incluindo os subsídios de desemprego, têm-se esgotado à medida que os meses têm passado.

Os democratas tentaram passar uma nova ajuda de mais de três biliões de dólares no verão, mas os republicanos e a Casa Branca bloquearam o pacote e as negociações falharam várias vezes desde então.

O Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, expressou o seu apoio à aprovação deste resgate de 735 mil milhões de euros, embora tenha avisado que não é suficiente e que serão necessários mais fundos.

Recomendadas

Custo de cabaz alimentar de bens básicos aumentou 21% para adultos num ano, diz BdP

O banco central revela que entre outubro de 2021 e outubro de 2022, o custo mensal médio e mediano de um cabaz básico de consumo alimentar para um adulto com cerca de 40 anos aumentou 21% e 24%, respetivamente.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumMenores retenções de IRS não chegam a todos em janeiro

Novas tabelas de IRS não dão aumento do rendimento disponível a todos os contribuintes a partir de janeiro. Solteiros e casados com dois filhos são os mais penalizados. Com novas regras, ganhos serão superiores a partir de julho.
Comentários