Conheça as novas regras europeias para os eletrodomésticos

No que respeita a reparação, o objetivo da Comissão Europeia é contribuir ativamente para a economia circular, melhorando a vida útil, a manutenção, a reutilização, a atualização, a reciclagem e o manuseio de resíduos dos aparelhos.

Os eletrodomésticos avariam cada vez mais e duram cada vez menos. Acresce que a reparação também não é fácil de contratar pelo consumidor. Assim, a solução passa frequentemente por adquirir um novo equipamento, o que significa gastar dinheiro e sobrecarregar o meio ambiente, pois a maioria desses equipamentos não são inteiramente recicláveis.

Neste sentido, a Comissão Europeia aprovou um pacote de medidas que farão com que este ano todos os eletrodomésticos colocados no mercado sejam mais duráveis, amigos do ambiente e fáceis de reparar. O objetivo principal é continuar a reduzir a pegada de carbono da Europa e diminuir os gastos dos europeus com eletricidade.

Este conjunto de normas tem como objetivo implementar o princípio Primeiro a Eficiência Energética, cumprindo as políticas energéticas europeias, por exemplo, através das etiquetas de eficiência energética. No que respeita a reparação, o objetivo da Comissão Europeia é contribuir ativamente para a economia circular, melhorando a vida útil, a manutenção, a reutilização, a atualização, a reciclagem e o manuseio de resíduos dos aparelhos. Portanto, os fabricantes de eletrodomésticos deverão cumprir regras de responsabilidade ambiental e social.

As novas regras aplicam-se a vários eletrodomésticos cuja substituição é sempre bastante pesada para o orçamento familiar: frigoríficos; máquinas de lavar louça e roupa e televisões e monitores.

Espera-se que os eletrodomésticos sejam fáceis de reparar através da disponibilização de peças para substituição, logo, por parte dos fabricantes, é importante que garantam essa disponibilização durante prazos mínimos de sete a dez anos após a compra. Estes componentes devem ser entregues no máximo de quinze dias úteis e terão de ser montados sem ser preciso recorrer a ferramentas especiais e sem o risco de danificar o equipamento durante a reparação (os fabricantes devem facultar manuais de reparação destinados a profissionais e consumidores).

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço electrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Visite o nosso site deco.pt e siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

Recomendadas

80% dos que se despediram em 2022 arrependem-se da decisão, aponta estudo

O fenómeno que ficou conhecido como ‘a grande demissão’ resultou num grande arrependimento. 80% dos trabalhadores que largaram os seus empregos no ano passado gostaria de voltar atrás na decisão, revela um estudo da Paychex.

Deputados aprovam definição de limite de isenção para despesas com teletrabalho

Os deputados aprovaram hoje na especialidade uma proposta do PS para que seja definido o valor até ao qual a compensação que as empresas têm de pagar pelas despesas adicionais com teletrabalho ficam isentas de imposto.

Saiba aqui por que é importante sensibilizar os jovens para gerir o dinheiro e poupar

No geral, as famílias portuguesas ainda poupam muito pouco e é necessário inverter esta tendência começando precisamente pelos mais novos. É importante que os jovens aprendam a poupar, a fazer escolhas no presente para que possam pensar num objetivo no futuro.
Comentários