Conheça o top 10 dos serviços que os portugueses mais pedem em casa, segundo a aplicação YourHero

Cada vez mais portugueses utilizam aplicações para encontrar serviços, a YourHero opera em Portugal desde 2021 e no último ano teve um crescimento que os faz querer em 2023 tornar-se a plataforma número um em Portugal.

A YourHero é uma aplicação desenvolvida para ajudar as pessoas a encontrarem serviços que necessitam para as suas casas. Esta aplicação disponibiliza mais de 90 categorias de trabalhos, desde construção civil a limpezas. No ano passado a aplicação registou mais de 30.000 pedidos de trabalho, mostrando assim uma maior preferência por parte das pessoas.

Foi possível à aplicação fazer um top 10 dos serviços mais utilizados pelos portugueses, tendo ficado em primeiro lugar as limpezas domésticas, com cerca de 3719 serviços pedidos, seguida da carpintaria, sendo que 55% dos serviços pedidos foram para pequenas reparações e restauros.

Em terceiro lugar ficaram as mudanças, seguidas da eletricidade, com pedidos para instalações elétricas ou substituição das mesmas, ou reparar pequenas falhas. Em quinto ficou o ar condicionado, sendo esta uma categoria sazonal; entre maio e outubro, os pedidos para reparação aumentaram. A jardinagem também foi uma das categorias mais pedidas, sendo o serviço de limpeza e manutenção dos jardins os mais pedidos; os serviços de limpeza ocupam o sétimo lugar, estando incluídos  nesta categoria a limpeza pós-construção, pré ou pós-mudança. Em oitavo ficou a pintura, seguida da remodelação e terminamos o top com o isolamento.

A plataforma está disponível em Portugal desde 2021, e já conta com a cooperação de 300 profissionais. Em 2023, a plataforma pretende tornar-se a número um para serviços domésticos em Portugal.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

IGCP aponta para custo médio de financiamento de Portugal de 2,1% em 2023

As estimativas preliminares foram reveladas hoje pelo presidente do IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública, Miguel Martín, durante uma audição parlamentar na Comissão de Orçamento e Finanças (COF).

Censos mostram que parque habitacional cresceu 1,7% entre 2011 e 2021

O crescimento do alojamento em Portugal abrandou na última década, condicionado por crises da dívida soberana e pela pandemia, e as assimetrias no país mantêm-se: o litoral concentra a maioria da residência habitual e as casas com três ou mais divisões em excesso ultrapassam as situações de sobrelotação.
Comentários