PremiumConnecting Software quer dobrar força de trabalho até 2023

Objetivo é passar dos atuais 20 trabalhadores para um máximo de 40. CEO da empresa destaca também os efeitos multiplicadores que a região teria se atraísse mais negócios.

A Connecting Software muda de instalações devido a falta de espaço e já está a acomodar a necessidade de contratação. O plano da empresa, dirigida por Thomas Berndorfer, é duplicar os elementos da equipa até 2023, de 20 para um máximo de 40. Atualmente encontram-se em aberto vagas no departamento de vendas e no departamento técnico para o cargo de solution Architect.

Entre os objetivos da empresa está também um maior equilíbrio na força de trabalho de modo a trazer uma cultura mais internacional à Connecting Software. Nesta altura 65% são nacionais (desses 70% da Madeira) e 35% estrangeiros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 1 de outubro.

Recomendadas

PremiumAlbano Jerónimo: “Existe uma falta de empatia por parte do poder. A cultura é o parente pobre”

Acaba de chegar às salas de cinema o filme “Restos do vento”, realizado por Tiago Guedes e protagonizado por Albano Jerónimo. Este ano, o ator, que corre célere a via do sucesso com muito empenho como combustível, irá ainda figurar na série “El Presidente”, a estrear em breve na Amazon Prime, no filme “The Nothingness Club”, de Edgar Pêra, no qual é Álvaro de Campos, e ainda na longa-metragem “O Pior Homem de Londres”, rodada em inglês e dirigida por Rodrigo Areias.

PremiumPintura e performance incríveis

Harley-Davidson lançou a Low Rider El Diablo, o mais recente modelo do seu programa de edições limitadas – Icons Collection. Num aceno ao estilo custom american west coast, a Low Rider El Diablo combina performance e versatilidade sport-touring com um impressionante esquema de pintura aplicado à mão e o poder sonoro do Harley-Davidson audio powered by rockford fosgate.

PremiumBrasil e Macau: dois bicentenários

Assinalaram-se dois bicentenários, relevantes para a história e contemporaneidade portuguesas.
Comentários