Consórcio nacional cria robô para neutralizar SARS-CoV-2

O consórcio diz que o robô «ajuda a combater» vírus e bactérias com «elevado nível de contágio».

CeNTI

Há um novo robot português que, em breve, começa a desinfetar espaços e superfícies – um dos principais objetivos é neutralizar o SARS-CoV-2. Chama-se UVtizer e foi criado por um consórcio de entidades e empresas portuguesas – CeNTI, Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM), Castros S.A. e Matglow.

Este robot, que deverá estar pronto a funcionar no «segundo trimestre» deste ano, vai conseguir «desinfetar, em simultâneo e no mesmo espaço, superfícies de vários materiais, sem aplicação de agentes químicos».

Para isso, UVtizer usa luz UV-C, uma radiação ultravioleta específica para neutralizar vírus e bactérias, tal como acontece noutro projeto semelhante, também com desenvolvimento português, o Robot UV.

O consórcio diz que o robot «ajuda a combater» vírus e bactérias com «elevado nível de contágio», mas desataca especificamente a eficácia da higienização feita pelo UVTizer relativa ao novo coronavírus.

Para já, o robot está numa «fase final de prototipagem» – quando estiver pronto, poderá ser usado em «hospitais, transportes públicos, espaços comerciais, escolas, infantários, hotéis e ginásios», por exemplo.

PCGuia
Recomendadas

Desafios tecnológicos, burocracia, renováveis e perda de água em debate

A transição energética em Portugal e na Europa esteve em debate na conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Transição energética não pode ser feita sem as pessoas

Empresas do sector energético destacam a importância das pessoas nos seus projetos. A transição não pode ser feita sem o envolvimento das populações locais e sem a conversão de postos de trabalho.

Escassez de carros e inflação dominam mercado da gestão de frotas

Há falta de carros, há falta de peças, há uma inflação galopante no preço das viaturas e há o perigo do abrandamento económico. São fatores negativos para as gestoras de frotas das empresas. Mas as gestoras têm soluções.
Comentários