PremiumConsultas da ADSE nos hospitais privados aumentam 775%

As consultas dos funcionários e pensionistas públicos nos hospitais da Cuf e da Luz Saúde vão ficar mais caras em meados de abril. Os grupos privados de saúde já estão a avançar os preços das consultas que entram em vigor quando for rompido o acordo definitivo com a ADSE.

O fim do acordo da ADSE com duas empresas privadas do setor da saúde está cada vez mais perto. Os contratos  do grupo José de Mello Saúde (JMS) e a Luz Saúde cesam em meados de abril e os grupos hospitalares privados já começaram a disponibilizar informações sobre as condições de acesso após a suspensão das convenções com a ADSE.

As consultas de especialidade nestes dois centros hospitalares privados vão passar a custar 35 euros aos utentes que tenham ADSE, apurou o Jornal Económico após contactar as respetivas linhas telefónicas de apoio. A quebra da suspensão significa que os beneficiários da ADSE vão sofrer um aumento de 775% face ao preço atual de quatro euros.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

 

Relacionadas

De norte a sul do país. Estas são as unidades de saúde que vão deixar de ter ADSE

Saiba quais são as unidades de Saúde que vão deixar de prestar serviços ao abrigo da ADSE a partir de meio de abril deste ano.

Ministra da Saúde: “Não haverá condescendência” do Governo contra quem quer atacar a ADSE

Em causa está a intenção anunciada por alguns grupos privados de saúde, entre os quais a José de Mello Saúde, a Luz Saúde ou Os Lusíadas, de denunciarem as convenções com a ADSE, após o instituto público ter exigido o pagamento de 38 milhões de euros por excesso de faturação relativa a 2015 e 2016.

“ADSE não pode acabar e não vai acabar”, garante Marcelo

No dia em que o Conselho Geral da ADSE reúne com o ministério da Saúde, o Presidente da República apela ao bom senso e à capacidade de entendimento.

‘Guerra’ entre hospitais privados e ADSE deverá manter-se

“O governo é a nossa tutela, não é parte desinteressada, não é árbitro, não é moderador. É parte interessada”, explicou João Proença ao DN.

Grupo Hospitalar do Algarve deve denunciar ligação à ADSE

Grupo Hospital Particular do Algarve (HPA Saúde) emitiu um comunicado no qual expressa “a intenção de efetivar a denúncia do acordo de convenção” com a ADSE, juntando-se assim ao grupo Lusíadas, Luz Saúde e José de Mello Saúde (Cuf).
Recomendadas

PremiumLiz Truss não quer ser um remake de Theresa May, mas pode bem vir a ser

Outra vez: em princípio, uma nova primeira-ministra substituirá um primeiro-ministro caído em desgraça, tudo isto Reino Unido, tudo isto tendo como protagonistas personagens do Partido Conservador.

PremiumO que é que Angola tem?

Furtando o verso à “baiana”, este imenso país tem paisagens estonteantes que nos levam do Atlântico ao deserto, da savana à poesia esculpida em pedra. Tem línguas mil e um grande ‘muxima’, o mesmo é dizer, um coração grande.

PremiumDona da M&M’s e Pedigree supera vendas da Coca-Cola (com áudio)

O diretor da Mars em Portugal revela que em 2020 a empresa teve uma queda de 10% nas vendas, devido à pandemia, mas este ano já conta com um aumento de 15% face a 2019. “É o melhor ano que tivemos”, afirma ao JE.
Comentários