Conta bloqueada: Utilizadores de site de encontros denunciaram perfil real de Sharon Stone

A atriz do filme ‘Instinto Fatal’ inscreveu-se no site de encontros ‘Bumble’ mas a aplicação bloqueou a sua conta depois desta ter sido denunciada como falsa por alguns utilizadores, que não acreditaram que era de facto a verdadeira Sharon Stone que se encontrava naquele espaço de encontros amorosos.

Sharon Stone teve esta segunda-feira “um desgosto amoroso” depois da sua conta de namoro no site de encontros ‘Bumble’ ter sido bloqueada porque os utilizadores não acreditaram que o perfil era mesmo da atriz do filme ‘Instinto Fatal’, conta o “Business Insider”. A atriz de 61 anos deu conta de toda a situação através da sua conta na rede social Twitter.

Os utilizadores denunciaram o perfil de Sharon Stone como sendo falso e a aplicação acabou por bloquear a sua conta no ‘Bumble’. Sharon Stone enviou um pedido a Bumble no Twitter na segunda-feira de manhã, depois da atriz afirmar que a sua conta tinha sido bloqueada.

 

Horas depois, a diretora editorial do Bumble, Claire O’Conner, respondeu a Sharon Stone dizendo que a sua conta já se encontrava desbloqueada, garantindo que não se tinha tratado de nenhuma manobra publicitária entre a aplicação e a atriz.

Recomendadas

Pais com “maior dificuldade” em pagar as despesas escolares dos filhos, alerta Deco

Estudo da Deco Proteste revela que os pais estão com maior dificuldade em pagar as despesas escolares dos filhos este ano. Mais de metade dos agregados familiares afirmam estar com mais dificuldades em fazer face aos custos com a escola dos filhos. E 42% conseguem pagar a maioria das despesas, mas não todas. Já quase três em cada dez confessam ser impossível enfrentar alguns gastos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Ativistas aumentam pressão sobre governos para intensificarem esforços de ação climática

Até ao momento, mais de 80 processos judiciais foram iniciados em todo o mundo para “obrigar” os governos a intensificarem os esforços.
Comentários