Contar as 12 badaladas no Cais do Sodré

O listening bar do número 13 da Travessa do Carvalho preparou um réveillon que promete animar a noite lisboeta. Com uma proposta gastronómica diferenciadora e boa música, a animação não vai faltar na noite de 31 de dezembro.

A poucos dias da despedida de 2021, está na hora de começar a planear onde contar as 12 badaladas. O Dahlia, no Cais do Sodré, em Lisboa, preparou um menu especial para a passagem de ano, com propostas gastronómicas arrojadas à mesa, e boa energia no ar.

Para a festa de fim de ano, o Dahlia preparou uma carta com seis pratos para saborear junto dos amigos ou da família, e assim aproveitar este tempo de partilha.

Consomé Dahlia, ragù de camarão com bolinho de feijão, ravioli de batata doce fumada e chipotle, peixe da lota com arroz de cogumelos selvagens, borrego assado e uma seleção de acompanhamentos e bolo de figo com xarope de medronho são as propostas do restaurante para esta noite especial.

Todos os pratos do menu têm opção vegan, e podem ser acompanhados pelos melhores vinhos e cocktails originais, disponíveis na carta de bebidas.

“Para a noite da véspera de Ano Novo quisemos apresentar um menu especial, com produtos locais e frescos, em combinações que achamos que vão surpreender. Preparámos um menu de seis pratos para que todos possam provar vários sabores e criações dos nossos chefes. 2021 marcou o ano do nascimento do Dahlia, estamos muito otimistas com o que vamos apresentar aos nossos clientes em 2022, a começar já por esta noite especial”, afirma Adam Purnell, gerente do Dahlia.

O valor por pessoa para a festa de fim de ano no Dahlia é de 60 euros (sem bebidas) ou de 70 euros, caso os clientes queiram um copo de champanhe para acompanhar os pratos do menu.

Recomendadas

Exposição no Museu da Marinha celebra a amizade entre Alberto I do Mónaco e Dom Carlos I

No âmbito das comemorações do centenário do desaparecimento do Príncipe Alberto I do Mónaco, o Museu de Marinha de Lisboa irá acolher uma exposição organizada pelo Comité Albert Ier – 2022. Estará patente ao público a partir de dia 15. A inauguração, na véspera, conta com a presença do atual Príncipe do Mónaco, Alberto II.

“Trair e Coçar é só começar” vai ter dois ensaios solidários

O público português tem a oportunidade de assistir aos últimos ensaios antes da grande estreia e apoiar, assim, duas associações de solidariedade.

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.
Comentários