Contas bancárias estão a ser atacadas com cartões clonados

Várias queixas foram apresentadas este fim-de-semana em esquadras da Margem Sul do Tejo. Vítimas alegam que foram burladas com cartões clonados.

Uma burla informática com cartões clonados estará na base de várias queixas apresentadas este fim-de-semana em diferentes esquadras da PSP da Margem Sul do Tejo, escreve hoje o Correio da Manhã (CM).

De acordo com o jornal, os titulares das contas atacadas deram pelo sucedido quando consultaram o seu extrato bancário e perceberam que tinham existido movimentos de quantias avultadas. Segundo uma das vítimas do ataque, “foram feitos levantamentos de 100 euros durante a noite. Liguei para a linha de apoio do meu banco, onde me disseram para apresentar queixa imediatamente à PSP”. De acordo com o jornal diário, terão existido pelo menos dez queixas.

As autoridades estarão a tentar perceber de que forma foram copiadas as bandas magnéticas dos cartões, quais as caixas multibanco onde foram colocados os sistemas de cópia de cartão, assim como a forma de apropriação dos códigos ‘PIN’.

A SIBS, entidade gestora da rede multibanco, afirmou ao CM que ainda não tinha conhecimentos destas queixas, mas adiantou ter recebido um pedido de ajuda da entidade homóloga espanhola, após ter sido detetada uma rede de burlões a atuar junto à fronteira com Portugal.

 

Recomendadas

Fitch melhora perspetiva do rating do BCP

A mudança de perspectiva para o rating do BCP reflete, em parte, uma maior clareza em torno do provisionamento necessário para cobrir os riscos legais do Bank Millennium com empréstimos hipotecários denominados em francos suíços, na Polónia.

Sindicatos dos Quadros e SIB pedem apoio extraordinário para bancários no ativo

Ainda sobre as medidas do Governo de apoio para fazer face à inflação, o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e o SIB (Sindicato Independente da Banca) pedem parecer sobre constitucionalidade do apoio aos pensionistas e exigem apoio extraordinário para bancários no ativo.

Rácio de crédito malparado na banca melhora para 3,4% no segundo trimestre

A queda “reflete a diminuição dos NPL (-4,0%) e o aumento dos empréstimos produtivos (+1,8%)”, explica o supervisor da banca. A rentabilidade também melhorou.
Comentários