Convenção Iniciativa Liberal: “Não viabilizaremos uma solução de tipo bloco central”, diz Cotrim Figueiredo

“Não viabilizaremos uma solução de tipo bloco central”, declarou, justificando que esta decisão não é apenas “pelo argumento verdadeiro, mas já gasto de que um bloco central é uma maneira de fazer crescer os extremos do sistema”.

Cristina Bernardo

O presidente recandidato da IL, João Cotrim Figueiredo, avisou hoje que não viabilizará um bloco central depois das eleições legislativas, convicto que o partido será um dia “poder em Portugal”, um objetivo sem pressas e não a qualquer custo.

João Cotrim Figueiredo, primeiro subscritor da única moção de estratégia global em discussão na VI Convenção Nacional da Iniciativa Liberal (IL) – que decorrerá até domingo em Lisboa –, apresentou hoje este documento estratégico durante cerca de 40 minutos aos membros do partido.

Em relação à estratégia de alianças para as eleições legislativas, o presidente recandidato começou por reafirmar que “não haverá acordos, nem pré nem pós eleitorais, com PS, PCP, BE e Chega”, mas deixou outro aviso.

“Não viabilizaremos uma solução de tipo bloco central”, declarou, justificando que esta decisão não é apenas “pelo argumento verdadeiro, mas já gasto de que um bloco central é uma maneira de fazer crescer os extremos do sistema”.

Para Cotrim Figueiredo, “se há coisa que eu acho que é necessário ter agora no início de 2022”, aquando das eleições legislativas de 30 de janeiro, “é clareza nas escolhas”.

“A menos que alguém esteja a pensar que, agora que vem aí uns baús de dinheiro durante alguns anos, que é boa altura para que o bloco central e o bloco dos interesses se voltem a juntar. Connosco não contam para isso”, reiterou.

O deputado único liberal deixou claro que o partido “tem como principal objetivo, mais tarde ou mais cedo, mudar o estado das coisas”, ou seja, “exercer o poder”.

“Não temos pressa, não tomaremos atalhos, não trocaremos convicções por cargos, mas seremos um dia poder em Portugal”, afirmou.

Relacionadas

João Cotrim Figueiredo defende que “o voto mais útil” é na Iniciativa Liberal

Líder partidário recandidata-se à presidência da Comissão Executiva com a promessa de que o partido está “preparado para lutar por um Portugal mais liberal” quer se mantenha na oposição ao PS que “não faz ideia de como pôr Portugal a crescer” ou seja chamado a dar “ímpeto reformista” a outra solução governativa.
João Cotrim de Figueiredo

Iniciativa Liberal arranca Convenção Nacional com perspetiva de multiplicar votos e deputados

Partido inicia dois dias de trabalho com a “ambição realista” de obter 4,5% nas próximas eleições legislativas e eleger cinco deputados. Paulo Carmona, Miguel Pina e Cunha e Ana Pedrosa-Augusto são as novidades na Comissão Executiva que continuará a ser liderada por João Cotrim Figueiredo.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

CNE diz que propaganda política é “livre” e vê possível crime da Câmara de Lisboa

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) considera que a atividade de propaganda política é “livre” em locais públicos e que a retirada de ‘outdoors’ em Lisboa por parte da Câmara Municipal pode constituir crime.

“A habitação é um drama no nosso país”, alerta Bloco de Esquerda

Mariana Mortágua destacou, no Parlamento, que “constatar que a subida das taxas juros” na habitação está já a “fazer moça não é alarmismo é a nossa responsabilidade”.
Comentários