COP canaliza 4,55 milhões para Rio2016

Verbas destinadas à preparação são superiores às do último ano do ciclo Londres2012


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O orçamento do Comité Olímpico de Portugal (COP) para 2016 prevê uma verba de 4,55 milhões de euros para o programa de preparação para o Rio2016 e os dois ciclos olímpicos seguintes e um resultado positivo de 244 mil euros.

O valor inscrito no Plano de Atividades e Orçamento para 2016, aprovado na noite de segunda-feira, para o programa de preparação olímpica para o Rio de Janeiro e para os Jogos Olímpicos de 2020 e 2024 é de 4,55 milhões de euros, aos quais acrescem os 700 mil euros de despesas da Missão à próxima edição.

As verbas destinadas à preparação são superiores às do último ano do ciclo Londres2012, em que as despesas foram de 4,7 milhões (incluindo os gastos da Missão), num projeto olímpico que teve um investimento total de 15 milhões de euros. Neste ciclo, num período compreendido entre 2013 e 2017, o investimento previsto é de 17,7 milhões de euros.

“O Comité Olímpico de Portugal assumiu claramente uma estratégia de programação do processo de preparação olímpica tendo por base um horizonte temporal alargado a três ciclos olímpicos, procurando atender à performance desportiva dos atletas e às especificidades de cada modalidade, com um conjunto de projetos integrados num quadro regulador estabelecido com o Estado e contratualizado com as federações desportivas nacionais”, explica a entidade no relatório.

O orçamento do COP para o próximo ano antevê um saldo positivo de 244 mil euros, resultante de uma previsão de rendimentos de 7,82 milhões de euros, a maior parte dos quais de financiamento público, e de despesas na ordem dos 7,58 milhões de euros.

OJE

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Ronaldo mais próximo da Arábia Saudita e de voltar a ser o mais bem pago do mundo

O clube saudita é, com alguma distância, aquele que oferece melhores condições financeiras ao atleta, depois de se esgotarem as alternativas na elite do futebol europeu e de ficar claro que as equipas da MLS (liga norte-americana de futebol) não estão dispostas a ir tão longe para assegurar Ronaldo.

Mundial2022: António Costa cancela deslocação para assistir a jogo por motivos de saúde

António Costa será substituído pela ministra dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, que tem a tutela do Desporto.