Novo projeto imobiliário entre o Rato e a Estrela. Preços vão dos 675 mil aos cinco milhões

Dos 13 apartamentos, nove já estão vendidos e escriturados estando os restantes quatro em processo de negociação. Entre as nacionalidades dos compradores destacam-se os de origem francesa e brasileira.

Lisboa já conta com mais um empreendimento residencial pela mão da promotora imobiliária Coporgest que investiu 21,6 milhões de euros na reabilitação do agora designado ‘Álvares Cabral Premium Apartments’ situado entre o Largo do Rato e o Jardim da Estrela. As obras, agora concluídas, tiveram início em abril de 2019.

Tratam-se de 13 apartamentos com tipologias que variam entre o T1 e T5, cujos preços vão desde os 675 mil euros e os cinco milhões de euros. Neste momento encontram-se nove apartamentos já vendidos e escriturados, entre os quais o de cinco milhões de euros estando os restantes quatro em processo de negociação.

Entre as nacionalidades dos compradores destacam-se os de origem francesa e brasileira, mas também um angolano, um dinamarquês, um português e um cidadão de Hong Kong. Este empreendimento abrange uma área bruta de construção total de 6.200 m2, dos quais quatro mil m2 acima do solo.

Sérgio Ferreira, presidente da Coporgest, explica que “este projeto conjugou o melhor dos mundos: excelente localização, qualidade de construção e tranquilidade da zona envolvente. Foi seguramente uma excelente opção tanto para quem comprou para viver, como para quem adquiriu numa ótica de investimento”.

Recomendadas

Portugueses compraram mais de metade dos apartamentos de projeto no Parque das Nações

Com um investimento de 30 milhões de euros, o ‘O’Living’ conta com 86 apartamentos, sendo que 44 já foram vendidos na sua maioria a famílias portuguesas.

Promotora imobiliária portuguesa coloca mais 102 apartamentos no mercado

A Solyd Property Developers arrancou a construção do ‘Terraces Mirear’ Bloco B, que se encontra integrado no projeto que está a ser desenvolvido em Miraflores, depois de no final do ano passado ter lançado o primeiro edifício, o ‘Terraces Mirear’ Bloco A.

Ingleses investem mais de 100 milhões no ‘escritório do futuro’ em Moscavide

O projeto vai servir de extensão ao Parque das Nações e terá uma área total de escritórios de 41.100 m2 distribuídos por três pisos acima do solo, a que se juntam 18.700 m2 de zonas exteriores, tendo capacidade para receber 3.500 funcionários.
Comentários