Coreia do Sul dispara tiros de advertência a Pyongyang após fuga de soldado

Tropas sul-coreanas dispararam hoje tiros de advertência quando soldados norte-coreanos se aproximaram da fronteira após a deserção de um deles, ocorrida pouco antes, afirmou um porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

Tropas sul-coreanas dispararam hoje tiros de advertência quando soldados norte-coreanos se aproximaram da fronteira após a deserção de um deles, ocorrida pouco antes, afirmou um porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

Os soldados norte-coreanos estacionados na fronteira pareciam estar a tentar localizar o militar que desertou de manhã, atravessando a parte central da zona desmilitarizada (DMZ), que divide a península, de acordo com a mesma fonte.

Um soldado norte-coreano, de “baixa patente”, apareceu em frente a um posto de guarda de fronteira sul-coreano por volta das 08:04 (23:04 em Lisboa) sob nevoeiro cerrado, indicou o Estado-Maior Conjunto sul-coreano, num comunicado citado pela agência de notícias Yonhap.

Cerca de trinta mil soldados da Coreia do Norte desertaram para a Coreia do Sul desde o final da guerra, mas a maior parte usou rotas de fuga através da China.

Relacionadas

Austrália condena Coreia do Norte por ataque informático (que também afetou Portugal)

A reação por parte da Austrália surge horas depois de os Estados Unidos terem acusado oficialmente a Coreia do Norte de ser responsável pelo ataque informático.

Problema sem solução? Coreia do Norte não confia nos EUA nem para negociar

EUA queriam o fim do programa nuclear por parte da Coreia do Norte mas os norte-coreanos recusam-se a negociar e acusam os norte-americanos de promover um estratagema.
Recomendadas

Agência de Energia e Irão retomam contacto em Viena

O diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, reuniu-se com o chefe do programa nuclear iraniano, Mohammad Eslami, para retomar os contactos e esclarecimentos.

São Tomé: CPLP diz que comissão eleitoral é soberana na divulgação de resultados

O chefe da missão de observação eleitoral da CPLP, o embaixador Rafael Vidal, disse que a lei são-tomense não obriga à divulgação dos resultados provisórios antes da contagem nos distritos.

Parlamento eslovaco aprova adesão de Finlândia e Suécia à NATO

O parlamento eslovaco aprovou hoje a entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, indicou o ministro dos Negócios Estrangeiros e Europeus, Ratislav Kacer, em mensagem no Twitter.
Comentários