Corrida para os Troféus de 2018 da CCILF entra na última etapa

São 18 empresas que disputam o reconhecimento em seis diferentes categorias e que são exemplo da relação entre Portugal e França. Vencedores vão ser conhecidos na gala de 27 de setembro.

A 25ª edição dos Troféus da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa (CCILF) está em plena evolução, que culminará com a cerimónia de 27 de setembro, que contará com a presença dos ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, do embaixador de França em Portugal, Jean Michel Casa, mas, também, desta vez, com o embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira.

Agora, é tempo de conhecer a lista das 18 empresas finalistas aos Troféus Luso-Franceses 2018, a iniciativa que procura “reconhecer o esforço e o sucesso de empresas portuguesas e francesas no desenvolvimento de estratégias e investimentos em Portugal e França”.

As candidaturas decorreram até 30 de agosto e qualquer empresa, portuguesa ou francesa, pôde inscrever-se, independentemente da área de atividade ou dimensão e sem obrigação de ser associada da CCILF

As finalistas foram escolhidas por um júri independente, que integra representantes da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, Conselheiros do Comércio Exterior, empresários, patrocinadores e parceiros do evento. Em causa estão seis diferentes troféus, em outras tantas categorias, e ainda um sétimo troféu, especial, atribuído pelo júri.

 

Os seis troféus e as 18 candidatas

As empresas nomeadas para o Troféu Exportação são: a Domingos Diniz & Filhos, empresa que se dedica ao fabrico e venda de alçapões técnicos; a Novadelta, responsável pela marca Delta Cafés; e a Vigobloco – Pré-Fabricados, SA, que produz e monta soluções pré-fabricadas de betão.

Quanto ao Troféu PME, este vai ser disputado pela Domingos Diniz & Filhos; Mediapost, empresa de prestação de serviços de distribuição postal; e a Space Inverters, que se dedica ao design e arquitetura.

Já na categoria Investimento as empresas nomeadas são: Lauak Portugal, que opera no setor da produção de componentes para a indústria aeronáutica; Natixis (sucursal em Portugal), com atividade de programação informática; e Purever Industries, SGPS, SA, fabricante de produtos de isolamento e refrigeração.

O Troféu Inovação conta com a participação da Cobermaster, indústria transformadora metálica; Novadelta; e Vista Alegre, fábrica de porcelana portuguesa.

As empresas selecionadas para o Troféu Desenvolvimento Sustentável são a Blu Karb Portugal, Lda., produção de carvão de madeira, reflorestação; a Extruplás Lda., que recicla e produz produtos de plástico; e a Novadelta.

No Troféu Startup, os nomeados são a Eotim Unipessoal, Lda., empresa de recrutamento; a Lisbob, startup que presta apoio à expatriação; e a Luxury Clovers, Lda., que se dedica à construção modular.

O Troféu do Júri, galardoa ainda uma empresa/projeto francês ou português que se tenha destacado num dos dois mercados.

Diz a CCILF que esta edição dos Troféus Luso-Franceses “realiza-se num cenário económico que comprova, cada vez mais, a importância da relação comercial entre os dois países. Em termos económicos, França é um parceiro de primeira importância para Portugal: é o primeiro investidor estrangeiro em Portugal em termos de valor acrescentado e o segundo relativamente ao número de empresas, de trabalhadores e de volume de negócios”.

Os vencedores, como referido, vão ser conhecidos na Gala dos Troféus 2018, a ter lugar no Sud Lisboa, a 27 de setembro.

Recomendadas

Crise vai sentir-se no sector automóvel, mas pode ser uma oportunidade para Portugal?

O atual cenário de inflação e aumento de custos energéticos soma-se às fragilidades já conhecidas dos fabricantes decorrentes da pandemia. Como vão as empresas – e o país – contornar os desafios mantendo o foco na descarbonização? Saiba tudo na JE Talks, esta quinta-feira, às 17h00.

Assista na quinta-feira à JE Talks: Guia do Investimento Imobiliário (com áudio)

Esta semana as JE Talks olham para as tendências de crescimento e perspetivas que se irão sentir no mercado de investimento imobiliário, um tema que segue na sexta-feira para as bancas com a edição impressa do Jornal Económico. Assista a esta conversa em direto no próximo dia 22 de setembro, às 15h00.

Finanças Verdes. A banca está sensibilizada para a sustentabilidade?

Nesta “Fast Talk” que conta com a presença de Rodolfo Varela Pinto, Partner e Sustainable Finance Leader da EY, falamos de Finanças Verdes e como os bancos e o tecido empresarial têm que estar cada vez mais sensibilizados para os produtos financeiros sustentáveis.
Comentários