Novo Banco. Costa espera que Banco de Portugal apresente solução “brevemente”

O primeiro-ministro espera que o Banco de Portugal possa “brevemente” apresentar ao Governo uma proposta de solução para o Novo Banco, instituição que tem já propostas de aquisição.

Cristina Bernardo

“Há propostas para a sua aquisição e todos desejamos que o Banco de Portugal, que tem vindo a conduzir esse processo, brevemente possa apresentar ao Governo uma proposta de solução”, disse António Costa.

Esta solução deverá assegurar algo que é “absolutamente essencial” que é a continuidade de uma instituição bancária que teve e tem uma enorme importância na economia portuguesa, designadamente no serviço que presta às pequenas e médias empresas, afirmou líder do executivo durante a inauguração da Pinheiro Manso Residência Sénior, no Porto.

O primeiro-ministro realçou que o Novo Banco é um dos “grandes empregadores” do setor, daí haver também a necessidade de acautelar os postos de trabalho.

Depois de no ano passado ter falhado o primeiro processo de venda, o Novo Banco negociou um plano de reestruturação com a Comissão Europeia que implica a redução da estrutura, cortes de custos e vendas de unidades no estrangeiro.

Relacionadas

Novo banco coloca “com êxito” uma securitização de 385,6 milhões

Esta é a terceira operação de securitização de direitos de crédito sobre PME do Novo Banco, e foi realizada através do Deutsche Bank AG, London Branch e o J.P. Morgan Securities plc que atuaram como Joint Arrangers e Joint Lead Managers.
Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários