PremiumCotrim de Figueiredo: “Já estamos naquele ponto que em tempos alguém designou como de ‘asfixia democrática’”

“Quando começa a ser frequente o receio das pessoas darem a cara por projetos alternativos, porque isso pode prejudicar a sua vida, ou até a vida profissional de familiares, já estamos naquele ponto que em tempos alguém designou como de ‘asfixia democrática’”.

João Cotrim de Figueiredo, em entrevista ao Jornal Económico, fala dos objetivos da Iniciativa Liberal (IL), partido de que é presidente, para as autárquicas que se aproximam, analisa o crescimento do seu partido nas sondagens e de vários outros temas da atualidade do País. A propósito da recente proposta do Chega, para uma convergência política à direita, é taxativo: com o partido de André Ventura não há acordo direto possível, nem antes nem depois de eleições. Já soluções como as dos Açores são coisas diferentes: fazem bem a Portugal, que para ele está asfixiado pelo crescente poder socialista.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumContrato que prevê bónus milionário da CEO da TAP não é válido

JE revela contrato de Christine Ourmières-Widener: prevê exercício de funções até 2026 e bónus de até três milhões de euros. Mas não chegou a ser ratificado em AG da TAP.

PremiumLeia aqui o Jornal Económico desta semana

Esta sexta-feira está nas bancas de todo o país a edição semanal do Jornal Económico. Leia tudo na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o JE e apoie o jornalismo independente.

PremiumPatrões querem que todas as despesas de teletrabalho fiquem isentas de IRS

Governo estuda fixar um valor até ao qual as despesas de teletrabalho estão livres de IRS. Patrões consideram positivo, mas avisam: ideal seria todos os pagamentos estarem isentos.
Comentários