Cotrim Figueiredo: “As verdadeiras decisões vão acontecer no Orçamento do Estado para 2023”

Para o líder da Iniciativa Liberal o Governo encarou “o Orçamento como meio Orçamento”.

Lusa

O líder da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, considerou que o Orçamento do Estado para 2022 em nada muda face ao documento que tinha sido rejeitado em outubro. Para os liberais as verdadeiras decisões vão acontecer no Orçamento do Estado para 2023.

Em declarações aos jornalistas, a partir do Parlamento, João Cotrim Figueiredo começou por dizer que se confirma a ideia de que o Governo encarou “o Orçamento como meio Orçamento”, sendo este um documento para não se “levar muito a sério” porque só vai vigorar durante seis meses.

Segundo os liberais o documento contém “medidas estranhas de englobamento do IRS” com o “aumento dos escalões do IRS”, mas por outro lado não “atualizando os escalões”.

João Cotrim Figueiredo sublinhou que “este orçamento é igualzinho ao de outubro”, onde nada muda. Por exemplo, em matérias de IRC o Orçamento “mantém aquele esquema que tinha em outubro incentivo fiscal de reinvestimento”.

Durante a sua intervenção, João Cotrim Figueiredo destacou também uma “dose de cinismo da parte do PS” e recordou o momento em que o ministro das Finanças mencionou que o défice de 2021 tinha sido “melhor do que aquilo que se esperava”. “Este resultado foi conseguido pelo esforço do investimento dos portugueses”.

Posto a entrega do documento, para João Cotrim Figueiredo resta avaliar “como se mantem o mesmo défice sem cortar em nada”.

 

Recomendadas

Assista esta quinta-feira à JE Talks: Eficiência Energética

O Jornal Económico dinamiza esta quinta-feira uma conversa sobre as metas em torno da eficiência energética e quais os próximos passos que o tecido empresarial deve tomar. Assista a esta JE Talks moderada pelo jornalista José Carlos Lourinho a partir das 15h00.

Orçamento do Estado entra em vigor amanhã (com áudio)

O Orçamento do Estado entra em vigor esta terça-feira, mantendo-se até ao final do ano. Lei inclui, por exemplo, um aumento extraordinário das pensões até 1.108 euros.

Almedina reforça áreas emergentes do Direito

A Almedina, distingue-se pela proximidade à academia e liderança na área jurídica.
Comentários