Covid-19: “Avaliação de risco-benefício é favorável à vacinação” de crianças dos 5 aos 11 anos, garante DGS

De acordo com a DGS, a posição técnica “dava conta de que estava em avaliação o melhor intervalo entre doses para estas faixas etárias e que essa decisão técnica seria tomada na reunião regular da CTVC [Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19] de dia 9 de dezembro”.

Graça Freitas, diretora-geral da DGS | Tiago Petinga/Lusa

A Direção-Geral da Saúde (DGS) revelou na noite de hoje a posição técnica sobre vacinação contra a covid-19 em crianças dos cinco aos 11 anos, referindo que “resulta de estudos internacionais” e da “avaliação de risco-benefício ”.

“[…] Conclui-se que a avaliação de risco-benefício é favorável à vacinação universal de crianças nesta faixa etária, sendo prioritária nas crianças com comorbilidades consideradas de risco para a COVID-19 grave”, lê-se em comunicado.

De acordo com a DGS, a posição técnica “dava conta de que estava em avaliação o melhor intervalo entre doses para estas faixas etárias e que essa decisão técnica seria tomada na reunião regular da CTVC [Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19] de dia 9 de dezembro”.

Recomendadas

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente

A mortalidade e as hospitalizações por covid-19 continuam em níveis estáveis em Portugal, mas o país regista uma tendência crescente de novos casos de infeção, indica o relatório sobre a evolução da pandemia hoje divulgado.

Portugal registou 19.703 mil casos e 41 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções e mais quatro óbitos em comparação à semana anterior.

Governo decide não renovar estado de alerta em território nacional

O ministro da Saúde justifica a decisão com “o elevado nível de vacinação na população portuguesa”.
Comentários