Covid-19. Companhias aéreas norte-americanas já cancelaram 1.300 voos

Domingo marcou o terceiro dia consecutivo de constrangimentos para os norte-americanos que viajaram no fim de semana, já que as férias de Natal, geralmente um período de pico de viagens, coincidiram com uma rápida disseminação da variante Ómicron em todo o país.

As companhias aéreas dos EUA já cancelaram mais de 1.300 voos, à medida que a nova variante da Covid-19, a Ómicron, reduz o número de tripulações disponíveis. Também o turismo de cruzeiros tem sido bastante afetado, com várias viagens já canceladas também devido a surtos a bordo, prejudicando os planos de milhares de viajantes durante a época festiva, segundo a “Reuters”.

As companhias aéreas comerciais cancelaram 1.318 voos domésticos e internacionais nos Estados Unidos, de acordo com uma contagem do portal de rastreio FlightAware.com.

Pelo menos três navios de cruzeiro também foram forçados a regressar ao porto sem fazer escalas após terem sido detetados casos de Covid-19 a bordo, de acordo com vários relatos da imprensa norte-americana.

Domingo marcou o terceiro dia consecutivo de constrangimentos para os norte-americanos que viajaram no fim de semana, já que as férias de Natal, geralmente um período de pico de viagens, coincidiram com uma rápida disseminação da variante Ómicron em todo o país.

Anthony Fauci, um dos principais responsáveis pelo departamento de doenças infecciosas do país, alertou sobre o aumento de casos nos EUA nos próximos dias e uma potencial “invasão aos hospitais, particularmente nas regiões em que há uma proporção maior de indivíduos não vacinados”.

“Provavelmente vai subir muito mais”, disse Fauci sobre o aumento impulsionado pela Ómicron, mesmo depois de Joe Biden, presidente dos EUA, ter revelado na semana passada novas medidas destinadas a conter a última vaga e dando continuidade aos apelos para que os norte-americanos se vacinem.

Com o aumento das infeções, as companhias aéreas foram forçadas a cancelar voos com pilotos e tripulantes em quarentena, enquanto o mau tempo em alguns Estados aumentou os constrangimentos aos viajantes.

Enjoli Rodriguez, 25, cujo voo da Delta Air Lines Inc (DAL.N) de Los Angeles para Lexington, Kentucky, foi cancelado na véspera de Natal, foi um dos milhares que ainda ficaram presos no domingo.

Um total de 997 voos foram cancelados no dia de Natal e quase 700 na véspera. Outros milhares foram atrasados ​​nos três dias que antecederam a quadra natalícia.

Um porta-voz da Delta Airlines disse que “o clima de inverno em partes dos EUA e a variante Ómicron continuam a impactar” a sua programação de voos de fim de semana no feriado, mas que estava a trabalhar para “redirecionar e substituir aeronaves e tripulações.”

A United Airlines também disse que está a trabalhar para refazer as reservas dos passageiros afetados, enquanto um porta-voz da Southwest Airlines disse que os cancelamentos estão relacionados ao clima.

No geral, os aeroportos dos EUA mais afetados foram Seattle, Atlanta, Los Angeles, Dallas-Fort Worth e JFK International em Nova Iorque.

Um funcionário da Casa Branca, que pediu para não ser identificado, disse que o governo está monitorizar os atrasos, mas observou que, embora possam atrapalhar os planos, “apenas uma pequena percentagem dos voos é afetada”.

Recomendadas

BBC vai despedir 382 trabalhadores ao redor do globo mundo

O objetivo é apostar nas novas audiências, que cada vez mais procuram os meios digitais, alega a BBC. A líder de uma união de defesa dos trabalhadores, Philippa Childs, disse que os despedimentos foram consequência de más decisões do governo britânico.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa fazem greve de 24 horas em 12 de outubro

“Vamos fazer uma greve no dia 12, de 24 horas”, indicou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).
Comentários