Covid-19: Madeira quer avançar com uso obrigatório de máscara e prevê coima para incumprimento

A Madeira tem atualmente 1.081 casos ativos de coronavírus, 53 são importados e 1.028 de transmissão local. Estão hospitalizadas 35 pessoas (31 em unidades polivalentes e quatro nos cuidados intensivos).

O Conselho de Governo da Madeira decidiu adaptar e regulamentar a lei que estabelece o regime transitório de obrigatoriedade do uso de máscara para o acesso, circulação ou permanência nos espaços e vias públicas. O incumprimento estará sujeito a coimas.

A medida abrange pessoas com idade a partir dos 10 anos, ficando excluídos aqueles que possuam prescrição médica.

A obrigatoriedade de uso de máscara aplica-se no “acesso, circulação ou permanência nos espaços e vias públicas sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável”.

A medida vai vigorar até 1 de março de 2022.

A Madeira tem atualmente 1.081 casos ativos de coronavírus, 53 são importados e 1.028 de transmissão local, de acordo com os dados da Direção Regional de Saúde (DRS). Estão hospitalizadas 35 pessoas (31 em unidades polivalentes e quatro nos cuidados intensivos).

Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários