CP. Desconvocada greve da próxima semana na Infraestruturas de Portugal

A greve prevista para segunda, quarta e sexta-feira da próxima semana na Infraestruturas de Portugal (IP) foi desconvocada, anunciou esta sexta-feira a Associação Sindical dos Profissionais do Comando e Controlo Ferroviário Português (Aprofer).

“Após uma ronda negocial entre a Aprofer e IP SA, que decorreu ontem [quinta-feira] em Lisboa, e num contexto de responsabilidade social, quer pela nossa parte, quer pelo nosso parceiro de negociação, foi desconvocada a greve de 24 horas que estava prevista para os dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022”, avança a associação sindical em comunicado.

A greve abrangia os supervisores de circulação, supervisores do permanente geral de infraestruturas, operadores de circulação e operadores do permanente geral de infraestruturas e, na passada quarta-feira, tinha levado a CP a alertar para a possibilidade de ocorrerem “fortes perturbações” na circulação de comboios.

No comunicado hoje divulgado, a Aprofer clarifica ainda que “não está ligada a nenhuma central sindical”, tendo sido criada “em 2007 por um conjunto de trabalhadores que pertenciam, na altura, ao PCL (posto de comando local) de Campolide e que, mais tarde, com a criação dos CCO (centros de comando operacionais) da Refer, se alargou a nível nacional”.

Atualmente, diz, “representa mais de 70% de trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados”, estando “também representada no Metro do Porto”.

Recomendadas

Fogo no Marão com duas frentes em zona de difíceis acessos

O incêndio que lavra desde a noite de sábado na serra do Marão tem duas frentes ativas em zonas de “difíceis acessos”, mas não ameaça populações.

Governo anuncia investimento de 4,2 milhões no SIRESP para assegurar comunicações satélite

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, anunciou este sábado, 13 de agosto, em comunicado, investimento em equipamentos de redundância para assegurar as comunicações via satélite em caso de falha dos circuitos terrestres.

“Uma tragédia do ponto de vista do ambiente”. Incêndio da Serra da Estrela é o mais extenso desde Pedrógão Grande

O fogo foi dado como dominado este sábado, 13 de agosto, e passível de ser extinto dentro dois dias. Provocou pelo menos cinco feridos e consumiu três casas de primeira habitação, algumas casas devolutas e palheiros.
Comentários