Crédit Agricole supera previsões com lucros de 1,35 mil milhões no terceiro trimestre

O Credit Agricole superou previsões com lucros de 1,35 mil milhões de euros nos três meses até ao final de setembro. Nos primeiros nove meses do ano, o grupo Credit Agricole reportou 6.104 milhões de euros de lucros (o que traduz uma queda anual de 9,5%), dos quais 3.880 milhões são lucros gerados pelo banco (-12,1% face a setembro de 2021).

O Credit Agricole superou previsões com lucros de 1,35 mil milhões de euros nos três meses até ao final de setembro. Nos primeiros nove meses do ano, o grupo Credit Agricole reportou 6.104 milhões de euros de lucros (o que traduz uma queda anual de 9,5%), dos quais 3.880 milhões são lucros gerados pelo banco Credit Agricole (-12,1% face a setembro de 2021).

Excluindo impactos extraordinários, o lucro líquido subjacente do grupo totalizou 5.856 milhões, o que traduz uma queda de -5,6% em relação aos primeiros nove meses de 2021.

A rentabilidade core medida pelo RoTE está em 12,5%.

Os resultados acima do esperado confirmam a tendência positiva dos bancos europeus no terceiro trimestre, que estão a tirar partido do impacto da subida das taxas de juro.

O banco francês alcançou lucros de 1,35 mil milhões de euros, 3,6% abaixo do registado no período homólogo, mas acima das previsões dos analistas (1,17 mil milhões de euros).

A gestora de ativos do grupo, Amundi, sofreu resgates de 12,9 mil milhões de euros devido à queda dos mercados. Os empréstimos a empresas subiram 15,4% e o crédito ao consumo aumentou 12,6%.

O desempenho negativo da gestora de ativos foi compensado pelos ganhos alcançados nos empréstimos a empresas e famílias.

As receitas core chegaram a 5,59 mil milhões de euros, 2% abaixo da previsão, e o rácio CET 1, uma importante medida de solidez financeira, também enfraqueceu mais do que o esperado para 11% (na versão phased-in), sendo o rácio do grupo Credit Agricole de 17,2%.

O cost-to-income (relação custo/receita) excluindo o custo do SRF – Single Resolution Fund para os primeiros nove meses de 2022 foi de 61,7%.

As ações do banco caem 4,33% depois da divulgação dos resultados.

Recomendadas

Bancos têm de cumprir reserva de fundos próprios de 0,25% a 1% em 2023

O BCP tem de ter uma reserva de 1%, tal como a CGD. O Santander e BPI têm de ter no seu rácio uma reserva de 0,5% e ao Banco Montepio é exigida uma reserva de 0,25%, tal como à Caixa de Crédito Agrícola. Sendo que todos têm de cumprir este ‘buffer’ a partir do dia 1 de janeiro de 2023, excepto o Crédito Agrícola.

Respostas Rápidas: Qual o universo de créditos à habitação abrangidos pelo diploma do Governo?

O Ministério das Finanças publicou um conjunto de perguntas e respostas que procura responder de forma simples a dúvidas sobre o diploma que mitiga os custos com o crédito à habitação. Nele traça um universo potencial de aplicabilidade da medida. Há cerca de 2,1 milhões de devedores com empréstimo à habitação, dos quais 90% têm contratos com taxa de juro variável. 

“Falar Direito”. Renegociação de créditos? Eficácia vai depender do universo que temos pela frente”

Qual será o grau de eficácia do diploma que visa, essencialmente, regular o procedimento de renegociação entre as instituições de crédito e os respetivos clientes? Saiba a resposta do advogado Francisco Barona, sócio do departamento financeiro e governance da Sérvulo, no programa da plataforma multimédia JE TV.
Comentários