Credit Suisse lança terceiro “profit warning” e ações do banco tombam

O segundo maior banco da Suíça emitiu hoje mais um profit warning, avisando o mercado que vai fechar o segundo trimestre com prejuízos, prolongando assim a tendência negativa que vem do ano passado. Este aviso aos investidores ocorre pelo terceiro trimestre consecutivo.

Jeenah Moon/Bloomberg

O Credit Suisse alertou que vai registar prejuízos no segundo trimestre, o que está a conduzir as ações do banco suíço para uma desvalorização superior a 6% e o setor bancário europeu para terreno negativo. A notícia é avançada pela Reuters e comentada pelo BA&N Research Unit.

O segundo maior banco da Suíça emitiu assim hoje mais um profit warning, avisando o mercado que vai fechar o segundo trimestre com prejuízos, prolongando assim a tendência negativa que vem do ano passado. Este aviso aos investidores ocorre pelo terceiro trimestre consecutivo.

O banco suíço cita a volatilidade na área da banca de investimento devido ao impacto da guerra na Ucrânia e ao aperto da política monetária, que está a provocar uma reduzida entrada de fluxos de capital por parte dos clientes, e ainda a redução dos empréstimos no mercado asiático.

“O impacto dessas condições, juntamente com os baixos níveis contínuos de emissão no mercado de capitais e a ampliação dos spreads de crédito, deprimiram o desempenho financeiro desta divisão em abril e maio”, disse o Credit Suisse.

Estes impactos “provavelmente levarão a uma perda para a divisão de banca de investimento, bem como uma perda nos resultados consolidados do grupo no segundo trimestre de 2022”, alertou o banco que não deu uma estimativa para o prejuízo do segundo trimestre esperado.

O banco que tem como presidente-executivo do Credit Suisse, Thomas Gottstein, descreveu 2022 como um ano de “transição” no qual está a tentar virar a página dos escândalos caros do passado – Archegos Capital Management e Greensill Capital – e que trouxeram uma remodelação quase total da administração e conduziram a uma reestruturação, procurando agora reduzir a tomada de riscos, principalmente no seu banco de investimento.

O banco está a considerar uma redução de pessoal como parte do corte de custos, informou a Bloomberg na quarta-feira. O Credit Suisse recusou comentar possíveis cortes de pessoal.

As ações do Credit Suisse caem 4,98%.

Recomendadas

Banco de Portugal volta a dispensar bancos de reserva contracíclica a partir de 1 de julho

A reserva contracíclica corresponde a uma reserva adicional que tem como objetivo proteger o setor bancário nos períodos em que o risco aumenta. Banco de Portugal mantém os 0% para o terceiro trimestre.

BCP é o banco que mais empresas ajudou a obter o Estatuto Inovadora da COTEC em 2022

A maioria das empresas apoiadas pelo Millennium bcp para obter o Estatuto Inovadora tem entre 11 e 20 anos (158 empresas) e entre 21 e 30 anos (152 empresas) de vida. Porto é o distrito com mais Empresas Inovadoras (145 empresas) apoiadas pelo Banco, à frente de Lisboa (121), Aveiro (102) e Braga (81), diz o BCP.

Linhas de Capitalização: que fundos para PMEs e startups? Veja a JE Talks

Pedro Neto, partner da Moneris e Ricardo Vale, coordenador comercial da Yunit Consulting irão abordar as melhores estratégias que as empresas podem adotar para entregar as suas candidaturas, numa iniciativa onde serão ainda dissecados os apoios existentes para PME e startups.
Comentários