Crédito pessoal para jovens: 8 dicas para conseguir

O crédito pessoal para jovens pode ser mais difícil de obter, pela instabilidade profissional e baixos rendimentos nesta fase. Saiba o que é necessário.

Começar um projeto, investir em formação, realizar um sonho. O crédito pessoal para jovens pode ser decisivo para estes e muitos outros planos de futuro, mas nem sempre é fácil de obter. Descubra, neste artigo do ComparaJá, quais as opções disponíveis e como aumentar a probabilidade de o seu pedido ser aprovado.

O que é o crédito pessoal para jovens?

O crédito pessoal para jovens consiste num empréstimo a clientes com idade compreendida, geralmente, entre 18 e 30 anos. Tal como qualquer outro financiamento, a contrapartida é o pagamento de uma prestação mensal acrescida de juros.

Na maioria dos casos, a oferta de crédito pessoal para jovens destina-se a financiar os estudos, mas há outras opções. Neste caso, as condições são mais vantajosas do que um normal crédito ao consumo, existindo, inclusivamente, uma linha de crédito do Estado especialmente vocacionada para a educação.

Contudo, é possível pedir um crédito pessoal para jovens sem ter de referir a finalidade a que se destina. Ainda que não exista nenhum enquadramento formal, é possível encontrar crédito pessoal para jovens em algumas entidades financeiras que, por sua iniciativa e decisão, criam um conjunto de condições pensadas para o público mais jovem.

4 soluções de crédito pessoal para jovens

Normalmente, o crédito pessoal para jovens tem as mesmas características que os restantes créditos pessoais, a não ser que o objetivo seja educação. Contudo, há algumas entidades bancárias que disponibilizam ofertas específicas para os clientes mais novos. Passamos a descrever as principais.

1. Crédito pessoal para jovens sem finalidade

Tomamos, como exemplo, a Caixa Geral de Depósitos e o Millennium, que oferecem soluções de crédito pessoal para jovens sem finalidade.

A Caixa Geral de Depósitos disponibiliza, por exemplo, o Crédito multifinalidade. Os montantes variam entre €2.000 e €5.000, com prazos até 48 meses e taxa indexada à Euribor 12 meses 11,1%, ou TAEG fixa a 4 anos 11,7%. A mesma instituição tem ainda outra solução, o Crédito pessoal multifinalidade, com montantes superiores, que vão de €5.000 até €75.000, prazo até 120 meses e taxa indexada à Euribor 12 meses 9,0%, ou TAEG fixa 9,8% a 5 anos.

O Millennium segue a mesma lógica. O Crédito pessoal online é válido para montantes de €1.000 até €5.800 e prazos de 12 meses até 60 meses, com uma taxa anual de encargos efetiva global de 9,4%. Já a solução Millennium Crédito pessoal considera montantes de €1.000€ até €75.000, prazos de 12 meses até 96 meses, com uma taxa promocional no primeiro ano, para empréstimos superiores a €5.000.

Tenha em mente que no momento de pedir do seu crédito pessoal para jovens, os valores poderão ser diferentes dos apresentados, uma vez que estes estão condicionados à data.

2. Crédito pessoal para jovens para formação

O crédito pessoal para jovens com o objetivo de formação, geralmente, oferece condições mais vantajosas do que um crédito pessoal para jovens sem finalidade. Vamos dar dois exemplos.

Crediformação da Caixa Geral de Depósitos

O Crediformação da Caixa Geral de Depósitos destina-se a estudantes que frequentam ou desejam frequentar licenciatura, mestrado, doutoramento ou outros cursos. Esta linha de crédito também abrange material escolar.

Encontra-se previsto um período de carência durante o curso, com possível extensão até mais 3 anos após a conclusão. Esta característica é especialmente vantajosa, uma vez que permite que o cliente comece a pagar as mensalidades apenas depois do curso, quando começar a trabalhar, altura em que começará a auferir rendimentos próprios e estará mais capaz de cumprir o compromisso financeiro.

Neste caso, o prazo pode ser de 120 meses, e poderá optar por uma taxa fixa ou variável, TAEG (indexada à Euribor 12 meses) 4,9%, ou TAEG fixa 5,7%.

Crédito pessoal formação do Millennium

Este crédito também se destina a alunos de qualquer curso, ou jovens que pretendam aumentar a sua formação. O Millennium disponibiliza um período de carência durante o financiamento e, neste caso, pode ser estendido até um ano.

Neste crédito, o prazo é maior, podendo ir até 10 anos, a taxa de juros é indexada à Euribor a 12 meses, e o Spread situa-se nos 4,5%.

3. Crédito pessoal para jovens para empreendedorismo

Existem algumas entidades bancárias que financiam jovens que pretendem desenvolver o seu próprio negócio. Regra geral, incluem a aquisição de equipamentos e outras componentes de investimento que sejam necessárias ao lançamento ou desenvolvimento de pequenos negócios.

Caixa Jovem Empreendedor da Caixa Geral de Depósitos

A linha de crédito Caixa Jovem Empreendedor da Caixa Geral de Depósitos destina-se a jovens empreendedores até aos 40 anos de idade. O montante máximo é de €50.000, com o limite de 80% do valor do investimento total. Os prazos vão até 72 meses (6 anos) para a criação de novas empresas e até 60 meses (5 anos) para a modernização e expansão de empresas existentes.

Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego do IEFP

O IEFP disponibiliza um conjunto de apoios à criação de empresas e do próprio emprego, quer ao nível do financiamento, quer ao nível do acompanhamento técnico. Da oferta total destacamos duas soluções: a “Criação Próprio Emprego”, que consiste no acesso antecipado ao total das prestações de desemprego para financiar um projeto que origine, pelo menos, a criação do seu emprego e, em segundo lugar, a “Criação Empresas”, que disponibiliza o acesso a linhas de crédito com garantia e bonificação da taxa de juro para criação do próprio negócio.

4. Crédito pessoal para jovens com garantia mútua

O crédito pessoal para jovens com garantia mútua foi criado pelo Governo em 2007, suspenso em 2015 por contingências orçamentais, e reativado em 2018. Esta linha de crédito destina-se a financiar as despesas académicas de alunos universitários, e difere das outras soluções de crédito pessoal para jovens na medida em que o Estado é o fiador. Isto significa que as entidades bancárias não podem pedir qualquer outro aval ou garantia para conceder o crédito.

O montante financiado pode ascender a €5.000 por ano de curso e não pode ultrapassar os €30.000, no total. É disponibilizado em prestações mensais, trimestrais, semestrais ou anuais, durante a duração dos estudos. O financiamento encontra-se dependente do bom aproveitamento do aluno, que deve ser comprovado junto do banco com um documento emitido pelo estabelecimento de ensino.

Uma outra vantagem reside nas taxas de juro, que são inferiores às normalmente praticadas nos créditos ao consumo. Os prazos são mais longos e é possível pagar apenas os juros durante o curso, e começar a amortizar o capital apenas no final da formação, altura em que, à partida, já terá um trabalho.

Relacionadas

Crédito para empresas: como ter as melhores condições?

Quer abrir uma empresa ou expandir o seu negócio? Descubra as formas mais comuns de crédito para empresas e saiba como conseguir as melhores condições.

5 Dicas para ficar livre de dívidas

O ComparaJá reuniu 5 dicas para melhorar a sua saúde financeira este ano e ficar livre de dívidas para que possa desfrutar da sua vida sem encargos.

Cinco sinais de que as dívidas estão a ficar descontroladas

Nos últimos anos, especialmente após a eclosão da crise das dívidas soberanas, o sobreendividamento passou a ser uma realidade em Portugal.

Qual o melhor banco para abrir conta jovem em 2022?

No contexto atual, quanto mais cedo se começar a poupar, melhor. Descubra como escolher o melhor banco para abrir conta jovem.

Análise de crédito: o que influencia os bancos a emprestar dinheiro?

Na hora de pedir um financiamento, os bancos fazem uma análise de crédito ao cliente. Saiba quais os fatores que influenciam esta tomada de decisão.

Transferência de crédito: o que é, vantagens e novos prazos

Se está a considerar uma transferência de crédito para outra instituição bancária, saiba como são calculados os prazos e veja se é uma boa solução para si.
Recomendadas

Evite o desperdício neste Natal. Conheça algumas dicas para um Natal mais sustentável e económico

Quanto aos embrulhos, os enfeites dos presentes, sugerimos que não rasgue o papel de embrulho e experimente estimá-lo e guardá-lo. Já pensou em optar por papel de jornais ou revistas para os embrulhos? Original e divertido.

Europ Assistance e Club Tek lançam seguro contra danos e roubo de telemóveis, tablets e computadores

A seguradora garante a reparação do equipamento em caso de danos acidentais (elétricos, danos por água, quebra de teclas, danos no ecrã). Se a reparação não for possível, o cliente tem direito à substituição do equipamento por outro novo com as mesmas características.

Sabia que as dívidas também prescrevem? Saiba mais sobre estes prazos

Relembramos que existem exceções na lei que podem alterar algum destes prazos. Por isso, o melhor será sempre o consumidor contactar primeiramente entidades que o possam ajudar e não deixar arrastar a situação. 
Comentários