ISEG: Crescimento do PIB deve manter-se inalterado até ao fim do ano

Para a totalidade deste ano, a previsão para o crescimento do PIB mantém-se no intervalo de 1,2% a 1,3%.

O Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) divulgou esta segunda-feira a Síntese Conjunta de dezembro de 2016. Segundo o documento, a aceleração do crescimento do PIB no terceiro trimestre (1,6% em termos homólogos) resultou de um ligeiro incremento no crescimento da procura interna.

Além disso, destaca-se o “contributo bastante positivo” da procura externa líquida, na sequência de um alargamento da diferença entre o crescimento das exportações e o das importações.

A evolução dos indicadores de confiança, em outubro e novembro, e os primeiros dados quantitativos relativos ao quarto trimestre, quase exclusivamente em outubro, sugerem que o crescimento homólogo do PIB não estará a decrescer em relação ao registado no terceiro trimestre.

No que diz respeito às exportações e às importações, o boletim indica que decresceram. A explicação pode residir no menor número de dias úteis. “As exportações decresceram mais, o que veio agravar o saldo comercial nominal. Este padrão pode vir a manter-se devido a um esperado acréscimo na importação automóvel e de bens duradouros”, pode ler-se na Síntese Conjunta do ISEG.

O grupo de Análise Económica do estabelecimento de ensino superior espera que o crescimento da procura turística externa continue a fazer aumentar o saldo positivo da balança de serviços e, simultaneamente, que o contributo da Procura Externa Líquida para o crescimento do PIB tenda a ser inferior ao do terceiro trimestre.

Recomendadas

PremiumEUA dão segundo maior contributo nas exportações portuguesas à boleia do dólar

A importância dos EUA como importador a Portugal reforça-se com um dólar mais forte, mas as compras energéticas, cifradas em dólares, e a desaceleração da economia global contrariam a rota de crescimento do mercado americano.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Mudança ‘online’ para todas as empresas no mercado regulado de gás já é possível

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou hoje uma atualização ao guia para mudar para o mercado regulado de gás natural, com os ‘links’ para a contratação eletrónica de todos os comercializadores naquele mercado.
Comentários