Cruz Vermelha confirma fim da retirada de civis de Alepo

A operação concluída esta noite retirou 35.000 pessoas da cidade síria.

Reuters

A Cruz Vermelha confirmou o fim da retirada de civis e combatentes do leste da cidade síria de Alepo. A operação concluída na madrugada de hoje com a ajuda do Comité Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho Sírio abarcou 35.000 pessoas que foram levadas para zonas rurais da província de Alepo.

“A nossa prioridade, além de ajudar os mais vulneráveis, foi garantir que os civis saíam por sua livre vontade”, afirmou a diretora da delegação do Comité Internacional da Cruz Vermelha, Mariannne Gasser, como cita a Reuters. A diretora salientou também que “os civis que, como estes milhares de famílias de Alepo, Fua e Kefraya, decidiram sair devem poder voltar às suas casas quando quiserem”.

“Há comunidades cujos bairros foram devastados pela violência e famílias que lutaram durante meses para encontrar segurança, alimentação, assistência médica e um refúgio adequado. Eles pareciam desesperados para sair, embora a situação fosse extremamente dolorosa e confusa”, acrescentou.

O Internacional da Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho Sírio atuaram como intermediários “humanitários neutros” nas negociações do acordo de retirada. Apesar do sucesso da operação, registaram-se cerca de uma centena de feridos durante a retirada de civis de Alepo.

Uma operação semelhante nas localidades de Fua e Kefraya, na província vizinha de Idleb resgatou um total de 1.200 pessoas, a maioria mulheres, menores e idosos.

A fim da retirada de civis de Alepo aconteceu logo depois de o exército sírio ter anunciado a sua maior vitória desde o início da guerra há seis anos. A cidade síria foi totalmente recuperado das forças rebeldes ontem, o que Damasco considerou ser um “regresso da segurança”.

Relacionadas

Damasco recupera totalmente Alepo

Alepo foi totalmente recuperado das forças rebeldes.

Alepo ainda não acabou

A evolução da frente de batalha deverá esclarecer se o auto-proclamado Estados Islâmico está a chegar ao fim ou se ainda tem forças para contra-atacar.

Suspensa evacuação de Alepo. “Forças da oposição falharam”

Combates já fizeram mais de 300 mil mortos e obrigaram ao êxodo de mais de metade da população síria.
Recomendadas

Guterres manifestou a embaixador russo oposição a anexação de territórios

Antes, António Guterres alertou a Rússia que a anexação de territórios ucranianos “não terá valor jurídico e merece ser condenada”, frisando que “não pode ser conciliada com o quadro jurídico internacional”.

Brasil. Equipa assegurará “perfeita realização” das eleições em Portugal

Paulino Franco de Carvalho Neto, secretário de assuntos multilaterais políticos do ministério, designado como Itamaraty, disse em conferência de imprensa no consulado-geral do Brasil em Lisboa que o ministro Carlos França enviou uma equipa para acompanhar os serviços dos consulados em Portugal durante o ato eleitoral.

Preços da energia em Itália vão subir ainda mais apesar de já estarem elevados

O Executivo de Roma já dedicou este ano 60 mil milhões de euros a medidas para procurar reduzir o impacto da subida destes preços.
Comentários