Cruzeiros, iates e ilhas privadas. Saiba como os mais ricos do mundo gozam as suas férias

Nas férias dos mais ricos do mundo, as ilhas paradisíacas assumem destaque, sendo o Havai o destino mais comum. Ainda assim, há quem prefira iates, ilhas privadas ou viagens a parques nacionais em família.

Com a chegada do verão, abre oficialmente a temporada de férias. Para os mais ricos do mundo, as opções passam por garantir privacidade em contextos luxuosos só ao alcance das fortunas milionárias. De Jeff Bezos a Mark Zuckerberg, passando por Tim Cook e Richard Branson, conheça a agenda de férias dos executivos mais ricos do mundo.

Começando por Mark Zuckerberg, o CEO da Meta viaja frequentemente para a sua propriedade de quase 1,5 mil m2 na costa norte da ilha havaiana Kauai. Durante as férias costuma surfar que, segundo ele, ajuda a distrair a sua mente do trabalho. Zuckerberg também gastou dezenas de milhões de dólares numa propriedade privada na costa oeste do lago Tahoe, nos arredores de Tahoe City. Tahoe é um destino popular de verão para os moradores da área de São Francisco.

Segue-se o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que tem vindo a construir um portfólio imobiliário dispendioso nos últimos anos, com a aquisição mais recente a ser uma propriedade em Maui, no Havai. Bezos e a sua namorada, Lauren Sanchez, compraram a casa, localizada numa área isolada na costa sul da ilha, perto de campos de lava, em outubro passado por 78 milhões de dólares (74,1 milhões de euros). Ainda assim, é no super iate, um dos mais caros e luxuosos do mundo e que custou 500 milhões de dólares (443,3 milhões de euros), que Bezos costuma passar os seus tempos de lazer.

Já Richard Branson, fundador do Virgin Group, não se limita a propriedades, dado que possui uma ilha inteira. A Necker Island, integrante das Ilhas Virgens Britânicas, abrange 74 hectares e inclui instalações para a prática de vários desportos como ténis, snorkel, desportos aquáticos, yoga e, até, um spa. Em 2013, Branson confirmou que tem um escritório na ilha e que o utiliza para” atrair pessoas de todo o mundo para negociar e planear coisas”.

Por sua vez, o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, é conhecido por ser mais discreto, apesar de o seu património líquido estar estimado em dois mil milhões de dólares (1,8 mil milhões de euros). Preterindo os iates e as casas de férias, as férias de Cook são uma viagem a um dos parques nacionais norte-americanos.

Outro bilionário que não resiste a férias no Havai é Marc Benioff, presidente-executivo da Salesforce. Benioff, que tem uma fortuna avaliada em sete mil milhões de dólares (6,6 mil milhões de euros), gastou 12,5 milhões de dólares (11,8 mil milhões de dólares) numa propriedade de cinco hectares na Big Island em 2000. A propriedade tem vários edifícios e foi avaliada em 2020 em 22,2 milhões de dólares (21 milhões de euros).

Por fim, o fundador da Oracle, Larry Ellison, também possui uma ilha inteira. Ellison comprou a Lana’i, uma pequena ilha que faz parte do Havai por 300 milhões de dólares (284,5 milhões de euros). Desde então, transformou-a numa utopia de bem-estar, ainda que para os ultra-ricos: a ilha possui um hotel Four Seasons e um Nobu, um restaurante de sushi sofisticado.

Recomendadas

Arranca hoje a 39ª edição do Festival de Almada sob o signo do encontro e do espanto

De 4 a 18 de julho o teatro fala mais alto e todas as questões sobem ao palco. Para sorrirmos, pensarmos, refletirmos, questionarmos. Encontro marcado em Almada e Lisboa.

PremiumEstilo de vida saudável, sustentável e inclusivo

O objetivo do Grupo Dr Bernard é integrar uma visão de saúde, sustentabilidade e bem-estar com práticas de alimentação e atividades saudáveis, coaches e terapeutas, num conceito que visa trabalhar corpo e mente.

PremiumJennifer Lopez, a estrela galáctica: o que é que a morena tem?

Jennifer Lopez: Halftime” é o documentário da Netflix que nos faz olhar para a super-estrela latina sob uma nova perspetiva.
Comentários