CryptoShuffler: ‘Hackers’ roubaram 120 mil euros em bitcoin com novo vírus

O número de ataques que intercetam a transferência de criptomoedas está a aumentar, segundo uma análise da Kaspersky Lab.

Um novo vírus capaz de roubar bitcoins foi identificado pelos analistas da Kaspersky Lab. Através do CryptoShuffler, que atua mudando as direções das pastas das criptomoedas dos utilizadores na área de transferência do dispositivo infetado, já terão sido roubados 23 bitcoins, ou seja, cerca de 120 mil euros.

“A criptomoeda já não é algo do futuro. Está a tornar-se cada vez mais habitual e a sua utilização está a estender-se a todo o mundo ao mesmo tempo que se torna num objeto mais atrativo para os hackers“, explicou o analista de malware da Kaspersky Lab, Sergey Yunakovsky.

Em grande parte das criptomoedas, os investidores têm de ter a identificação da carteira – composto por vários dígitos – do destinatário a quem vão transferir os ativos. Nesse momento, os hackers usam o CryptoShuffler para detetar o endereço e substituí-lo. Como resultado, a vítima acaba por transferir as bitcoins diretamente para os hackers.

“Ultimamente, temos observado um aumento nos ataques de malware dirigidos a diferentes tipos de criptomoedas e acreditamos que esta tendência vai aumentar. Os utilizadores que considerem investir em criptomoedas neste momento devem assegurar que contam com a proteção adequada “, acrescentou Yunakovsky.

 

Relacionadas

“Criptomoedas são a forma mais eficiente de transferir valor eletronicamente”, revela fundador da Blockspot Conference

Em entrevista ao Jornal Económico, o fundador da empresa organizadora da conferência Blockspot Media, diz acreditar no potencial de crescimento destes ativos digitais e desvaloriza as críticas que se possa estar a criar uma bolha.

Ponto de viragem a caminho? Millenials preferem bitcoins a ações

Desde o início do ano, a bitcoin acumula já um ganho superior a 600%, o que compara com os 15% que o índice financeiro norte-americano S&P 500 registou no mesmo período.

Empresas que usam criptomoedas afastadas do Reino Unido

As instituições bancárias britânicas não estão a aceitar que empresas que utilizam criptomoedas abram contas no Reino Unido, temendo que o setor esteja pejado de criminosos e de esquemas fraudulentos.

Criptomoedas: ‘Lobo’ de Wall Street’ alerta para “maior esquema de sempre”

O ‘broker’ que foi retratado por Leonardo DiCaprio no filme de 2013 e que passou 22 meses na prisão por fraude e lavagem de dinheiro, vê uma nova bolha a surgir.
Recomendadas

Governos da União Europeia chegam a acordo para fixar limite ao petróleo russo

O limite máximo não afeta as compras do bloco comunitário, que a partir deste domingo proíbe todas as importações de derivados de petróleo da Rússia, explicou a agência Efe, mas impede os operadores europeus de transportarem e assegurarem estes produtos se forem vendidos a um preço superior ao limite máximo fixo.

Euro cai após divulgação de dados do emprego nos EUA

Às 18:00 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,0842 dólares, quando na quinta-feira seguia a 1,0927 dólares.

PSI fecha no ‘vermelho’ e energéticas registam as maiores perdas

Numa Europa mista, a bolsa de Lisboa fechou em queda, com a EDP Renováveis e a REN a registarem as maiores descidas.
Comentários