CTT estão a recrutar carteiros para o verão

Os interessados à Bolsa de Carteiros devem ter no mínimo 18 anos, o 9º ano de escolaridade, carta de condução e, preferencialmente, conduzir motociclos.

Ricardo Oliveira Alves Architectural Photography – fotografia de arquitetura White Way – CTT Relatório Integrado 2019

Os CTT – Correios de Portugal anunciam um processo de recrutamento de carteiros para colmatar, nesta época de verão, as ausências de trabalhadores devido a férias.

Os interessados à Bolsa de Carteiros devem ter no mínimo 18 anos, o 9º ano de escolaridade, carta de condução e, preferencialmente, conduzir motociclos. As candidaturas devem ser enviadas para o site dos CTT.

“Os CTT procuram pessoas que gostem de uma função não rotineira, do contacto com clientes, tenham apetência por trabalhar em equipa e desenvolver a sua atividade no exterior”, diz a empresa em comunicado enviado às redações.

A duração dos contratos poderá variar entre os três e sete meses e as contratações irão decorrer para os diversos Centros Operacionais de Portugal Continental e Ilhas, para funções de Distribuição, Produção e Logística dos CTT. As contratações são realizadas entre maio e novembro.

Os CTT vão ainda reforçar os Centros Operacionais da CTT Expresso, onde os horários são diversificados.

Recomendadas

Os desafios e constrangimentos de Christine Ourmières-Widener no primeiro ano

Christine Ourmières-Widener cumpre este sábado um ano como presidente executiva da TAP, um período marcado pelos desafios e constrangimentos da execução do plano de reestruturação, um compromisso que assumiu no primeiro dia.

PremiumAuditoria ao Novobanco há meses à espera do Parlamento

A terceira auditoria da Deloitte ao Novobanco foi entregue aos deputados em abril, mantendo-se como confidencial de forma provisória. Desde então, o tema não voltou a ser discutido.

Operação da TAP em níveis de 2019 mas conflitos laborais ameaçam verão

As dificuldades nas negociações entre a TAP e os sindicatos, numa altura em que o tráfego está próximo de níveis de 2019, ameaçam perturbar a operação no verão, com as estruturas a darem indicações de que poderão convocar greves.
Comentários