CTT mudam de administrador financeiro

Esta cooptação será submetida a ratificação da próxima Assembleia Geral dos CTT.

Os CTT – Correios de Portugal acabam de comunicar ao mercado que, em Conselho de Administração, cooptaram hoje  Guy Patrick Guimarães de Goyri Pacheco para as funções de Vogal do Conselho de Administração e da Comissão Executiva dos CTT, para completar o mandato em curso (2017-2019), em substituição de André Gorjão de Andrade Costa que renunciou ao cargo.

Esta cooptação será submetida a ratificação da próxima Assembleia Geral dos CTT.

O novo CFO  foi ainda designado como representante para as Relações com o Mercado.

“A tomada nesta data destas deliberações contribui para o ciclo de transformação dos CTT que se inicia essencialmente focado na otimização da capacidade operacional e racionalização de custos, no contexto do Plano de Transformação Operacional hoje objeto de aprovação pelo Conselho de Administração e comunicação ao mercado”, lê-se no comunicado da empresa liderada por Francisco Lacerda.

Uns escassos minutos antes do comunicado ser divulgado pela CMVM, o “Eco” anuncia e esta mudança e diz que ocorre numa altura em que os CTT se preparam para anunciar nas próximas horas um plano de reestruturação para os próximos três anos para travar a quebra dos resultados.

No final de setembro, os CTT tinham reportado receitas de 518 milhões de euros, menos 0,2% do que há um ano. O grande handicap dos CTT é o o segmento de correios tradicionais,  que representa ainda a maior fatia das receitas dos CTT e está naturalmente em queda.

A isto soma-se o Banco CTT que ainda não dá lucros. No ano passado, o banco liderado por Luís Pereira Coutinho reportou prejuízos de 21,4 milhões de euros, acima dos 5,9 milhões em 2015, devido ao aumento dos custos operacionais passaram de 7 milhões em 2015 para 26 milhões em 2016, o que se explica por ser uma “start-up”, ou seja por estar a investir no aumento da rede para captar mais clientes e a investir nos recursos humanos.

(em atualização)

Relacionadas

CTT e BCP põem bolsa de Lisboa no verde, Europa maioritariamente negativa

O Plano de Reestruturação dos CTT, anunciado após o fecho do mercado, levou as ações a disparar 2,34% para 3,494 euros. O BCP também ajudou ao subir 1,58% para 0,2695 euros

PSD no Parlamento: Privatização dos CTT foi um compromisso de um governo PS

O deputado do PSD foi peremptório a dizer que “estava escrito e foi assinado por um governo do PS”, pelo que “só a falta de vergonha é que pode fazer com que se venha acusar o PSD da privatização dos CTT”.

Parlamento rejeita regresso dos CTT a empresa do Estado

A votação aconteceu depois de um debate no Parlamento em que PSD e CDS-PP rejeitaram responsabilidades no serviços dos CTT e PCP, PEV e Bloco defenderam a reversão da privatização.

Trabalhadores dos CTT fazem greve nos dias 21 e 22

Os trabalhadores dos CTT vão estar em greve antes do Natal, nos dias 21 e 22, pela reversão da privatização da empresa e por melhores condições de trabalho, foi hoje anunciado por um dos sindicatos que convocaram o protesto.

PS não afasta resgate público da concessão dos CTT

Parlamento vai discutir resgate da concessão dos CTT após projeto de resolução do BE que invoca o incumprimento das obrigações de serviço público.

BE avança com projeto de resolução para Estado recuperar CTT

O BE defendeu hoje que o Estado pode invocar o incumprimento das obrigações de serviço público dos CTT para renacionalizar a empresa, e vai apresentar um projeto de resolução nesse sentido, anunciou o deputado José Soeiro.
Recomendadas

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.
Comentários