CTT. Novo contrato de distribuição de dívida pública entra em vigor a 20 de janeiro

O acordo assinado entre os Correios de Portugal e a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) entra em vigor no próximo dia 20 de janeiro de 2023 e terá uma vigência de três anos.

O contrato de distribuição de dívida pública assinado pelos CTT – Correios de Portugal e o IGCP entra em vigor na próxima sexta-feira, 20 de janeiro, e será válido durante três anos, informa a empresa num comunicado enviado à Comissão dos Mercados e Valores Mobiliários (CMVM).

O contrato em causa “mantém no essencial” as condições comerciais do anterior contrato em vigor, mas passa a incluir níveis adicionais “de satisfação dos aforradores”, já que implica o desenvolvimento dos canais online pelos CTT, refere a nota.

De momento, e através dos CTT, só é possível proceder à subscrição de Certificados de Aforro presencialmente, indo a um dos balcões que disponibilizem o produto — espera-se que a renovação do contrato com um foco no online permite aos interessados fazê-lo numa plataforma dedicada online.

Recomendadas

PremiumBancos centrais elevam praças acionistas

As reuniões dos principais bancos centrais criaram otimismo nos mercados financeiros esta semana.

Wall Street fecha no ‘vermelho’ depois de conhecidos dados do emprego

Os Estados Unidos da América criaram 517 mil empregos em janeiro bem acima do projetado.

PremiumNovo embargo à Rússia com impacto no preço do gasóleo na bomba

Um quarto do gasóleo consumido na Europa continua a vir da Rússia, mas a partir de 5 de fevereiro entra em vigor novo embargo. Analistas apontam que preços na bomba estão em risco de sofrer aumentos.
Comentários