CVR do Tejo organiza hoje ‘Tejo a Copo’ em Santarém

O evento contará com a presença de 20 produtores que irão colocar os seus vinhos à prova, alguns deles em pré-lançamento ou em estreia.

A CVR – Comissão Vitivinícola Regional do Tejo vai organizar hoje, a partir das 15 horas, o evento de promoção dos vinhos da região, ‘Tejo a Copo’, que terá lugar no Convento de São Francisco, no centro da capital do Gótico, Santarém.

Com entrada gratuita, até às 21 horas, esta é uma oportunidade para entusiastas vínicos e enófilos contactarem de perto com alguns dos melhores e mais recentes ‘vinhos do Tej0’ e com os respetivos produtores.

“Foi estratégia da CVR Tejo realizar este evento no Ribatejo,a fim de promover os ‘Vinhos do Tejo’ e a sua gastronomia,mas também o vasto património territorial e cultural da região. Se os vinhos e a comida são facilmente transportáveis para outras paragens, como as grandes capitais de Portugal e do mundo, o seu ‘habitat’ (que é história e criar estórias) nem tanto! E é este um fator cada vez mais importante e decisivo na eleição de um vinho”, defende um comunicado da CVR Tejo.

O mesmo documento acrescenta que o evento contará com a presença de 20 produtores que irão colocar os seus vinhos à prova, alguns deles em pré-lançamento ou em estreia. As Adegas de Almeirim e do Cartaxo, Casa Cadaval, Casal da Coelheira, Companhia das Lezírias Falua, Fiuza, Quinta da Alorna e Quinta da Lagoalva são algumas das casas vitivinícolas confirmadas.

A autoria dos petiscos presentes na edição deste ano cabe aos restaurantes scalabitanos Tascá e Pigalle.

Ao longo desta tarde estarão em destaque várias castas e vinhos, desde a Fernão Pires, a casta rainha da região (16 horas), castas internacionais e brancos e tintos do Tejo (17h30m) e vinmhos do Tejo que sabem envelhecer.

Vão ainda acontecer três ‘Conversas Vínicas’, durante as quais o ‘sommelier’ Rodolfo Tristão, consultor da CVR Tejo, vai desconstruir seis a sete vinhos, de forma informal e com mensagens claras, numa troca de ideias intimista.

As inscrições, no local, para ouvir estas conversas, também são gratuitas.

 

Recomendadas

“Quando medimos o impacto da digitalização as oportunidades multiplicam-se”

O responsável da área de Novo Negócio B2B da NOS contou esta terça-feira, na conferência Dare2Change, como é que fábrica da Sumol+Compal em Almeirim utilizou o 5G nos últimos dois anos. Pedro Tété Machado desafia mais empresas da indústria agroalimentar a tentar digitalizar a produção.

Das gomas com nutrientes ao chocolate de microalgas. Startups e investigadores estão a mudar a alimentação

“Temos de mudar. Os nossos sistemas alimentares vão ter de mudar, porque os enormes desafios que existem neste momento para a sociedade são prementes”, alertou esta terça-feira Paulo Monteiro Marques, administrador da associação Colab4Food e assessor da direção da Sumol+Compal.

Volume de negócios da Nestlé atinge 677 milhões em 2022, a subir 8,3%

“A Nestlé manteve e reforçou os seus investimentos em particular na inovação, na sustentabilidade e na empregabilidade que gera no país, através de investimentos que totalizaram 73 milhões de euros, sendo 30 milhões nas operações e 43 milhões no apoio às atividades marketing e de comunicação”, anuncia a empresa.
Comentários