Dados móveis. Tráfego será multiplicado por 10 em 2021

Existem tantas subscrições móveis como habitantes no planeta mas estas continuarão a aumentar


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O tráfego de dados gerado por smartphones na Europa será multiplicado por dez durante os próximos dez anos na Europa, de acordo com o último estudo da Ericsson Mobility Report.

O último estudo da Ericsson sobre mobilidade confirma que a chegada do 5G será mais rápida do que aconteceu com o 4G. De facto, é provável que a Coreia do Sul, Japão, China e EUA sejam os primeiros mercados em adotar esta tecnologia. Segundo este estudo, as subscrições móveis de 5G chegarão, no total, aos 150 milhões em todo o mundo em 2021.

Igualmente, esta melhoria das conexões irá influenciar positivamente a visualização de vídeos. O Mobility Report revela um aumento significativo no consumo de vídeo, que produzirá um volume de tráfego seis vezes maior por smartphone na Europa e EUA entre 2015 e 2021.

Além disso, o tráfego global de dados móveis aumentará dez vezes até 2021, e o vídeo representará 70% do tráfego móvel total nesse mesmo ano. Atualmente, o YouTube supõe até 70% de todo o tráfego de vídeo enquanto que a quota da Netflix no tráfego de vídeo pode alcançar até 20% nos mercados onde está disponível.

Segundo este estudo da Ericsson, existem tantas subscrições móveis como habitantes no planeta mas estas continuarão a aumentar e em 2016 chegaremos aos 4 mil milhões só em subscrições de smartphones, dos quais mais de 50% serão de banda larga móvel.

OJE

Recomendadas

CEO da EDP diz que Portugal tem sido “exemplo de estabilidade” nos preços para as famílias

Em declarações aos jornalistas durante uma visita a um parque solar flutuante em Singapura, o CEO da EDP disse que a evolução dos preços em Portugal, incluindo um aumento médio de cerca de 3% do valor global da fatura de eletricidade dos clientes residenciais da EDP Comercial a partir de janeiro, “é uma coisa perfeitamente estável face ao enquadramento que existe”.
Pedro Saraiva, Vice-reitor da Universidade NOVA de Lisboa

Produtividade aumentará se as empresas interagirem mais com as universidades, diz vice-reitor da NOVA

Pedro Saraiva diz que muitas empresas até produzem já com um grau razoável de inovação, mas menos de 10% o faz em parceria com universidades. E essa é a grande lacuna, que quando ultrapassada contribuirá significativamente para resolver o problema da produtividade.

Emissão obrigacionista da Sonangol é “bem vinda” para a bolsa angolana

Segundo o responsável do Departamento de Desenvolvimento de Mercado da Bodiva, Nivaldo Matias, a iniciativa da Sonangol ainda não foi dada a conhecer formalmente à instituição, contudo, a decisão da petrolífera é “bem-vinda”.