Debate quinzenal. Costa quer repor abono de família, pensões e RSI

António Costa participa esta quarta-feira no primeiro debate quinzenal na Assembleia da República, enquanto líder do Governo, subordinado ao tema recuperação do rendimento

Na intervenção de abertura Costa assinalou que pretende repor as pensões de regime geral, os primeiros escalões do abono de família, o complemento social para idosos, entre outros apoios aos mais carenciados.

O líder de Governo levou à Assembleia da República o relançamento da economia que está intrinsecamente relacionado com a recuperação do rendimento disponível das famílias.

António Costa considera que esta recuperação é uma “alavanca prioritária” para melhorar a atividade económica e a criação de emprego.

Para já Costa assinala que tem dois compromissos “em vias de serem cumpridos”. O novo governo pretende a reposição integral, durante o próximo ano, dos rendimentos dos funcionários públicos e a eliminação progressiva, durante os próximos dois anos, a sobretaxa de IRS.

António Costa, durante a intervenção de abertura do debate quinzenal na Assembleia da República, assinalou que deverão ser aprovadas, já esta semana, a atualização dos valores das pensões do regime geral e da proteção social, a reposição do complemento social para idosos e do Rendimento Social de Inserção e a atualização do valor dos três primeiros escalões do abono de família.

OJE

(em atualização)

Recomendadas

PR nos EUA: Marcelo chegou a San Diego onde não ia um Presidente português há 33 anos

“Há 30 anos que não vinha cá um Presidente, 33 anos, é uma conta certa, é capicua”, assinalou Marcelo Rebelo de Sousa à chega a San Diego.

PS acusa PSD de “cortejar” um partido de extrema-direita

“O PSD fez um apelo à votação num vice-presidente à Assembleia da República num partido de extrema-direita. Não podemos deixar passar em branco”, realçou João Torres, referindo-se ao apelo que o partido laranja fez em relação ao “vice” do Parlamento do Chega.

Cotrim Figueiredo acusa PS e PSD de tomarem conta do aparelho do Estado

O líder do Iniciativa Liberal acusou o PS e o PSD de serem “dois partidos que se acham donos do sistema, que tomaram conta do aparelho do Estado e que acham que podem tomar estas decisões sozinhos”, referindo-se à discussão em torno do novo aeroporto.