Deco diz que a crise é uma realidade e os consumidores enfrentam cada vez mais dificuldades

A atuação da Deco passa pela análise da situação específica do consumidor com dificuldades financeiras ou endividado e pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações.

Já não sabe como gerir o seu orçamento e como cumprir os seus compromissos de crédito? Tem pagamentos atrasados e dívidas a acumular? Não desespere! A DECO pode ajudá-lo. O nosso Gabinete de Proteção Familiar – GPF – existe para o apoiar.

O que fazemos:

A nossa atuação passa pela análise da situação específica do consumidor com dificuldades financeiras ou endividado e pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações.

Quem apoiamos:

O apoio prestado pelo GPF é direcionado aos cidadãos que manifestem boa-fé ou seja, nas situações de dívida resultantes de atos involuntários, praticados sem o intuito de prejudicar os direitos do credor.

Apoiamos os consumidores que se encontrem incapacitados de fazer face às suas dívidas devido a situações de cariz involuntário, tais como: desemprego, cortes salariais ou quebra de rendimentos, doença prolongada ou acidente, alteração do agregado familiar, entre outras.

Este apoio destina-se apenas a pessoas singulares (consumidores e suas famílias), com manifesta impossibilidade de fazer face ao conjunto das suas dívidas não profissionais. As dívidas não profissionais podem ser definidas como as que resultam dos compromissos financeiros assumidos junto das entidades de crédito (bancos ou entidades financeiras) ou de outros credores (fornecedores de eletricidade, gás, água, telecomunicações, etc.).

Quando não podemos intervir:

As dívidas que tenham sido contraídas no exercício de atividades profissionais estão excluídas da intervenção do GPF. São igualmente excluídas as dívidas de natureza fiscal, (IRS, IRC, IVA) e à Segurança Social.

A intervenção da DECO é extrajudicial, não suspende o decurso de qualquer prazo nem evita as suas consequências. Esta intervenção não substitui o recurso aos tribunais, nem garante o patrocínio por advogado em processo judicial.

Como solicitar a nossa intervenção:

Qualquer consumidor/família que seja confrontado com um problema de sobre-endividamento, pode apresentar a sua situação e solicitar a nossa intervenção através do site: www.gasdeco.net;  ou do site www.deco.pt;  ou através dos contactos telefónicos: 21 371 02 28/29/38.

 

Conte ainda com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

 

Recomendadas

Dicas para manter os mais novos debaixo de olho na piscina

A DECO alerta para os cuidados a ter nas idas às piscinas, sobretudo daquelas que não apresentam regulamentação e não são vigiadas.

Cartão de crédito: saiba como utilizá-lo de forma consciente nestas férias

Conheça as dúvidas mais persistentes no que diz respeito aos cartões de crédito e quais as respostas para que faça uma boa utilização deste meio de pagamento.

Ciberataques a dispositivos móveis com aumento considerável este ano

O relatório bianual desenvolvido pela S21sec refere que os dispositivos móveis tornaram-se um dos principais alvos dos cibercriminosos nos primeiros seis meses do ano, registando-se um aumento maior na atividade de malware móvel.
Comentários