Decretado alerta máximo de poluição em Pequim

As previsões apontam que os níveis mais altos de poluição se registem ao longo deste fim-de-semana.

A capital chinesa emitiu esta quinta-feira o primeiro alerta vermelho deste ano devido ao espesso manto de poluição que deve cobrir a cidade durante os próximos cinco dias.

O alerta vermelho (o mais alto de um sistema de quatro cores), que se deve alargar a mais 22 cidades no norte da China, está a obrigar a restrições no trânsito. Os carros deverão circular em dias alternados, conforme o número da matrícula.

Também fábricas e estaleiros mais poluentes devem permanecer fechados durante os próximos dias. O Governo pede ainda que os infantários e escolas de ensino básico e médio suspendam as aulas, para evitar a exposição prolongada à poluição. Às empresas foi pedido que adotem “um horário de trabalho mais flexível”.

Segundo o ministério chinês da Proteção Ambiental, o manto de poluição deverá estender-se até Henan, no centro do país (a cerca de setecentos quilómetros da capital), e às províncias de Shanxi, no noroeste, e Shandong, no nordeste.

O Governo chinês prevê esta seja a maior vaga de poluição atmosférica na região este ano. O pico dos níveis de poluição deve registar-se durante o fim-de-semana.

Recomendadas

Ucrânia. Reino Unido sanciona organizadores de “referendos fraudulentos”

O Reino Unido anunciou hoje sanções contra 33 indivíduos ligados a “referendos fraudulentos” sobre a integração na Rússia de regiões da Ucrânia sob ocupação russa.

Banco Nacional de Angola desce juros, em contraciclo com os outros bancos centrais

O comité que decide a política monetária angolana justificou a descida dos jurps com a “consistência do abrandamento da evolução de preços na economia nacional, particularmente desde o início do ano, como resultado do contínuo e rigoroso controlo da liquidez, da apreciação do kwanza em relação às principais moedas utilizadas nas transacções com o exterior”.

Putin concede cidadania russa a Edward Snowden

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, concedeu hoje a cidadania russa ao ex-analista da CIA Edward Snowden, segundo um decreto publicado no portal de informação oficial da administração pública.
Comentários