Deputada que assinou presenças falsas no Parlamento demite-se de cargos do PSD

A social-democrata Mercês Borges foi implicada na polémica dos falsos registos eletrónicos durante as presenças no parlamento. Os pedidos de demissão foram aceites pelo líder do grupo parlamentar, Fernando Negrão, que já nomeou um novo presidente para a comissão dos CMEC.

A deputada do PSD Maria das Mercês Borges pediu, esta quinta-feira, a demissão de todos os cargos em que representava o grupo parlamentar, depois de notícias que a implicam num falso registo do deputado Feliciano Barreiras Duarte numa votação.

Mercês Borges mantém-se como deputada, mas sai dos cargos de presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade e Coordenadora da bancada social-democrata na Comissão do Trabalho, adianta um comunicado do grupo parlamentar.

Os pedidos de demissão foram aceites pelo líder do grupo parlamentar, Fernando Negrão, que já nomeou um novo presidente para a comissão dos CMEC. Será o deputado e vice-presidente da direção do grupo parlamentar, Emídio Guerreiro, a ocupar o cargo.

“A deputada Maria das Mercês Borges foi até hoje, Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade e Coordenadora do GPPSD na Comissão do Trabalho. O Presidente do Grupo Parlamentar, Fernando Negrão, aceitou estes pedidos de demissão e designou para novo Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, o deputado e Vice-presidente da direção do GP, Emídio Guerreiro”,

pode ler-se no mesmo comunicado.

 

Relacionadas

Mais dois deputados do PSD com presenças na AR marcadas indevidamente

Depois de José Silvano, é agora a vez de José Matos Rosa e Duarte Marques serem suspeitos de presenças ‘fantasma’ na Assembleia da República.

Ministério Público abre inquérito sobre falsas presenças de José Silvano no parlamento

Lucília Gago informou que “na sequência da análise efetuada, a Procuradoria-Geral da República decidiu remeter ao DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa os elementos disponíveis com vista à instauração de inquérito”.

Silvano satisfeito com abertura de inquérito por parte do Ministério Público

“Espero que, ao contrário do que infelizmente se vai tornando normal, este anúncio não se arraste por muito tempo e tenha uma decisão em tempo judicial útil”, afirmou o secretário-geral social-democrata.
Recomendadas

MAI diz que bombeiros vão cumprir apesar de discordarem de nova estrutura da proteção civil

Na reunião extraordinária do conselho nacional da LBP, foi aprovada a criação de zonas e sectores operacionais de bombeiros, prevendo-se que as federações, no prazo de 15 dias, apresentem ao conselho executivo da Liga uma proposta de metodologia de organização das zonas e dos sectores operacionais.

Vitor Ramalho confessa ter deixado o PS em 2012 em rutura com António Seguro

O ex-dirigente socialista lembra que a disponibilidade manifestada por António Costa para se candidatar a secretário-geral do PS só aconteceu depois, em 2014, após as eleições para o Parlamento Europeu.

Aeroporto: Jerónimo de Sousa acusa PS e PSD de adiarem decisão de localização

“PS e PSD estão a tentar entender-se para um novo adiamento da construção do novo aeroporto”, afirmou Jerónimo de Sousa aos jornalistas, à margem de uma visita a uma exploração agrícola na Lourinhã, no distrito de Lisboa.
Comentários