Descubra o Oriente a partir de um livro

O Museu do Oriente sugere, até dezembro, uma visita ao seu espólio para descobrir “As peças de que os livros falam?”. A primeira realiza-se hoje, dia 17, e baseia-se na obra “Uma ideia da Índia”, de Alberto Moravia. Segue-se, a 14 de novembro, “O senhor Ventura”, de Miguel Torga, e a 12 de dezembro “Siddharta”, […]

O Museu do Oriente sugere, até dezembro, uma visita ao seu espólio para descobrir “As peças de que os livros falam?”.
A primeira realiza-se hoje, dia 17, e baseia-se na obra “Uma ideia da Índia”, de Alberto Moravia. Segue-se, a 14 de novembro, “O senhor Ventura”, de Miguel Torga, e a 12 de dezembro “Siddharta”, de Herman Hesse. Estão disponíveis, mediante marcação, visitas em torno de outras obras (www.museudooriente.pt).
Participantes: mín. 5, máx. 15.
Horário 19h30-20h30
Preço 6,00€/participante

Recomendadas

Excendente orçamental melhora para 2,3 mil milhões de euros em agosto

Este valor representa uma melhoria de 9.211 milhões de euros em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo o comunicado do Ministério das Finanças.

Banco Nacional de Angola desce juros, em contraciclo com os outros bancos centrais

O comité que decide a política monetária angolana justificou a descida dos jurps com a “consistência do abrandamento da evolução de preços na economia nacional, particularmente desde o início do ano, como resultado do contínuo e rigoroso controlo da liquidez, da apreciação do kwanza em relação às principais moedas utilizadas nas transacções com o exterior”.

CAP contesta que tese de que subsídios dados aos agricultores sejam “perversos”

“A temática da água, do seu bom uso e utilização como recurso, é um assunto levado muito a sério pelos agricultores e demasiado importante para se subordinar a declarações falsas e difamatórias de um único responsável”, refere a confederação em resposta a Joaquim Poças Martins.