Desemprego cresceu 30,2% em novembro face a 2019

Apesar da ligeira melhoria em relação ao mês de outubro, a análise homóloga mostra um aumento considerável em relação a igual período do ano passado. No Algarve, região com maior variação neste indicador, há agora mais 67,6% de desempregados do que em novembro de 2019.

O desemprego em novembro cresceu 30,2% em termos homólogos, apesar da queda de 1,3% em relação ao mês de outubro. Ao final do mês, havia 398.287 desempregados registados, segundo os dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Em termos homólogos, registam-se subidas do desemprego em todos os grupos demográficos considerados, sendo que a publicação do IEFP destaca as mulheres, os adultos com idade igual ou superior a 25 anos, os desempregados inscritos há menos de um ano, os que procuram novo emprego e os que possuem o nível secundário como habilitação escolar.

A maior fatia dos desempregados provém da área dos serviços, com 72,6% dos inscritos nos centros de emprego de Portugal Continental, sendo que merece destaque a rubrica de “atividades imobiliárias, administrativas e de serviços de apoio”, com 28,3%. O setor secundário contribuiu com 20,5% dos desempregados, enquanto que ao primário atribuem-se 4,1%.

Ainda em relação a novembro de 2019, a maior subida percentual registou-se no grupo dos “trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção, segurança e vendedores”, que cresceu 46,2%. Seguem-se os “operadores de instalações e máquinas e trabalhos de montagem”, com mais 41,2%, e o “pessoal administrativo”, cujo desemprego subiu 30,9%.

Ao longo do mês de novembro, inscreveram-se nos centros de emprego 51.965 desempregados, mais 2% do que em igual período de 2019 e menos 5,9% do que no mês passado. Foram recebidas 8.412 ofertas de emprego no mês em análise, que significa menos 6,7% em termos homólogos em menos 26,6% em cadeia.

Analisando a nível regional, verifica-se que todas as regiões registaram aumentos do desemprego, exceto no arquipélago do Açores, onde este caiu 0,5%. No Algarve foi onde mais pessoas passaram a uma situação sem emprego, com o indicador a disparar 67,6%, isto numa análise homóloga.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Mudança ‘online’ para todas as empresas no mercado regulado de gás já é possível

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou hoje uma atualização ao guia para mudar para o mercado regulado de gás natural, com os ‘links’ para a contratação eletrónica de todos os comercializadores naquele mercado.

OE2023: Marcelo diz que previsões são melhores do que esperava mas não são “maquilhagem política”

O Presidente da República afirmou hoje que as previsões económicas do Governo para 2023 são melhores do que esperava, mas considerou que não são “um exercício de maquilhagem política”, embora admitindo que posam falhar.
Comentários