Deutsche Bank lucra 2,106 mil milhões no seu melhor primeiro semestre desde 2011

O Deutsche Bank reportou esta quarta-feira um significativo aumento dos lucros do segundo trimestre, mas alertou que o ambiente se tornou mais desafiante e que isso pode pesar nas metas de controlo de custos e de aumento da rendibilidade para o total do ano.

O Deutsche Bank registou um lucro de 2,106 mil milhões naquele que é o seu melhor primeiro semestre desde 2011, e traduz um aumento de 31,6% face ao período homólogo do ano anterior.

O maior banco alemão, que também viveu um período conturbado, anunciou o oitavo trimestre de lucros, com uma subida de 51% para 1.046 mil milhões de euros no segundo trimestre, bem acima do esperado pelos analistas. No entanto, o Deutsche Bank alertou que a subida dos custos, relacionados com a elevada inflação, vai impedir o banco alemão de atingir a meta dos indicadores de eficiência.

Entre janeiro e junho, o Deutsche Bank aumentou as provisões para o risco de crédito para 525 milhões de euros, contra 144 milhões de euros na primeira metade de 2021, incluindo 233 milhões de euros no segundo trimestre.

As receitas do banco alemão no semestre atingiram 13.977 milhões de euros, 3,7% acima das receitas registadas um ano antes.

As receitas na área da banca de empresas cresceram 18% para 3.012 milhões, enquanto as receitas da banca de investimento aumentaram 9% para 5.969 milhões de euros. Já as receitas da banca privada subiram 4% para 4.381 milhões de euros. A gestão de ativos registou receitas de 1.338 milhões de euros, o que traduz um aumento de 6%.

No segundo trimestre registou um resultado após impostos de 1,21 mil milhões de euros contra 828 milhões no ano anterior, enquanto o lucro atribuível aos acionistas foi de 1,05 mil milhões, em comparação com 692 milhões no período homólogo.

Os analistas previam um lucro após impostos de 950 milhões, de acordo com uma estimativa de consenso fornecida pela empresa.

A receita trimestral aumentou 7% para 6,65 mil milhões de euros. O banco de investimento do Deutsche Bank registou um aumento de receita de 11%, ao passo que a receita da banca de empresas cresceu 26%.

O rácio de capital CET1 de primeira qualidade do Deutsche Bank no final do segundo trimestre era de 13%, em comparação com 12,8% no final do primeiro trimestre de 2022.

As ações do banco alemão caem 4,14%.

Recomendadas

CaixaBank recomprou quase 18 milhões de ações na semana passada (com áudio)

O CaixaBank anunciou hoje a compra de 17.947.222 ações próprias, por 53.063.926 milhões de euros entre 1 e 5 de agosto.

Mutualista Montepio com lucros de 12,9 milhões de euros no primeiro semestre

A Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) registou um lucro de 12,9 milhões de euros no primeiro semestre, superando os 11,9 obtidos em igual período do ano passado.

PremiumAplicação moey! vai apostar em seguros para animais e ciclistas

Depois de ter lançado um seguro de viagens, a solução ‘mobile-only’ do Grupo Crédito Agrícola prepara o lançamento de apólices para animais de estimação e ciclistas até ao final deste ano.
Comentários