“Devemos preocupar-nos com a banalização do estado de emergência? Não creio”, diz PS

“O que nos deve preocupar é a banalização dos direitos fundamentais o maior facilitismo associado a essa restrição”, sublinhou a deputada socialista Cláudia Santos, no Parlamento. 

Cristina Bernardo

A deputada do Partido Socialista (PS) Cláudia Santos garantiu que a preocupação dos deputados não deve passar pela banalização do estado de emergência, mas sim com a “banalização dos direitos fundamentais”, durante a reunião plenária desta quinta-feira onde se rebate renovação do regime.

“Será que é isso que nos deve preocupar? A banalização do estado de emergência? Não creio. O que nos deve preocupar é a banalização dos direitos fundamentais o maior facilitismo associado a essa restrição”, sublinhou Cláudia Santos no Parlamento.

Para a socialista, “é possível que uma lei que enquadre a restrição limitada de certos direitos seja útil sob o enfoque da eficiência na resposta à pandemia, mas se o Estado nos quiser impor o recolher obrigatório na sua formulação clássica ou em formulações em contexto de calamidade pública, então, que assim o faça”.

Durante a sua intervenção, a deputada do PS dividiu ainda as opiniões sobre estado de emergência. “Num primeiro grupo estão aqueles que acham que houve uma restrição excessiva de direitos fundamentais e que não se deveriam ter encurtado tanto certas liberdades, mas não sabemos quantas mais vidas se teriam perdido se nos tivéssemos mantido mais livres ou não sabemos com certeza o que prevaleceu foi a prudência”, apontou Cláudia Santos.

“Outra opinião é a daqueles que entendem que devem restringir os mesmos direitos fundamentais, mas com diverso enquadramento jurídico, uma espécie de lei chapéu adiantou-se que permitisse maior flexibilidade na resposta, com menos invocação do estado de emergência”, completou a deputada do PS.

Recomendadas

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Veja o “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Presidente do PS pede ao Governo apurado sentido de orientação e maior rigor nas condutas

Este aviso foi transmitido por Carlos César através de uma mensagem vídeo na sessão do PS evocativa dos sete anos de governos socialistas liderados por António Costa, que decorre na estação fluvial do Terreiro do Paço.
Comentários