Dicas para poupança. Gestão da água quente sanitária

A adoção de comportamentos e práticas mais eficientes no consumo de recursos energéticos, através do Programa Polo Positivo é uma iniciativa que permitirá a várias Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) pouparem recursos financeiros. Orientar as IPSS para a sua missão social, pode significar o primeiro passo na gestão mais sustentável dos seus recursos, tornando-as […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A adoção de comportamentos e práticas mais eficientes no consumo de recursos energéticos, através do Programa Polo Positivo é uma iniciativa que permitirá a várias Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) pouparem recursos financeiros. Orientar as IPSS para a sua missão social, pode significar o primeiro passo na gestão mais sustentável dos seus recursos, tornando-as mais eficientes e eficazes na sua atividade. Siga o exemplo destas instituições e coloque em prática as sugestões do programa, que lhe permitem reduzir o valor da fatura da eletricidade.

Ser energeticamente eficiente na gestão da água quente
As águas quentes sanitárias são tipicamente produzidas em sistemas a gás ou com recurso a uma resistência elétrica. A produção de água quente sanitária pode ser instantânea ou por acumulação. A escolha da melhor solução depende do tipo, frequência e nível de utilização previsto, da existência e condições de fornecimento de gás.
Na produção e utilização de água quente para fins sanitários é possível promover a eficiência energética considerando a instalação de equipamentos eficientes, dotados de sistemas de controlo de funcionamento que permitam uma boa adaptação às necessidades efetivas, utilizados de forma racional e mantidos em bom estado de conservação.

Eis algumas oportunidades para otimizar o consumo de energia com a produção e utilização de água quente:

• Os acumuladores e as tubagens de distribuição de água quente devem estar bem isolados, reduzindo as perdas durante o armazenamento;

• Uma temperatura entre os 30ºC e os 35ºC é suficiente para transmitir uma sensação de conforto na higiene pessoal, pelo que pode verificar a possibilidade de reduzir a temperatura de regulação do equipamento de produção para valores na ordem dos 40ºC ou outro valor que permita fazer chegar a água ao destino a uma temperatura confortável;

• Uma correta manutenção dos equipamentos de produção pode permitir poupanças totais superiores a 20% na energia gasta para aquecer a água. A afinação dos queimadores de uma caldeira ou esquentador, por exemplo, permite ter uma combustão mais eficaz, sem excesso de combustível. Também a limpeza da exaustão – tubos e chaminé – contribui para uma melhor combustão e menor gasto de combustível.

OJE/Polo Positivo


 

Outras dicas

Diagnóstico

Mudança de comportamentos

Televisões e computadores

Gestão de água quente sanitária

caldeiras e radiadores de parede

Poupança energética na climatização/

Pequenos Eletrodomésticos

Equipamento de lavagem doméstica

Etiqueta energética

A iluminação

O edifício e envolvente

Recomendadas

Crise/Inflação: Casais podem receber 125 euros pelo IBAN do reembolso do IRS

O apoio de 125 euros é individual, mas os casais que entreguem o IRS em conjunto e só tenham o IBAN do reembolso deste imposto confirmado nas Finanças recebem o apoio nessa conta bancária, esclareceu hoje fonte oficial.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.

Premium“Dá-se quase uma medalha a quem consegue fugir aos impostos”, diz presidente da APIT

O presidente da APIT salienta que Portugal está a braços com a economia informal e que são precisas políticas de cidadania na área.