Dicas para a poupança energética – Como ser eficiente na empresa

Polo Positivo é um programa que tem como objetivo melhorar a eficiência energética em Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Concebido no âmbito do Plano de Promoção e Eficiência no Consumo de Energia Elétrica 2013-2014, promovido pela ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, o Polo Positivo abrange várias IPSS que, através deste programa, irão […]

Polo Positivo é um programa que tem como objetivo melhorar a eficiência energética em Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Concebido no âmbito do Plano de Promoção e Eficiência no Consumo de Energia Elétrica 2013-2014, promovido pela ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, o Polo Positivo abrange várias IPSS que, através deste programa, irão ver reduzido o valor da sua fatura de eletricidade, permitindo-lhes assim pouparem recursos financeiros e aplicá-los na sua missão social. Aproveite as sugestões deste programa e aplique-as à sua empresa.

Consumo energético da sua empresa
À semelhança do comportamento dos utilizadores, também a operação, gestão e manutenção das instalações são fatores com grande influência nos consumos energéticos do edifício ou instalações da sua empresa.
Através de uma operação e gestão criteriosas do funcionamento dos sistemas energéticos e dos equipamentos, podem ser conseguidas economias relevantes e poupanças significativas na fatura energética. Eis alguns exemplos a considerar:
• Designar um responsável, caso não exista, pelo acompanhamento e gestão dos consumos energéticos, cuja função incluirá também a procura ativa e a implementação
de ações que conduzam à redução dos mesmos;

• Verificar a existência e efetuar a compilação e organização da informação técnica e contratual disponível sobre os equipamentos e os sistemas energéticos existentes na instituição, para criar um dossier técnico das instalações;

• Conhecer em detalhe os procedimentos operacionais das instalações, desde rotinas de limpeza e de lavagens, até regimes e padrões de funcionamento dos equipamentos instalados, incluindo os dias e horários habituais de funcionamento;

• Analisar cuidadosamente as faturas energéticas e verificar a adequação das potências e regimes tarifários contratados com as entidades comercializadoras.

•  Verificar a possibilidade de negociar o preço e condições de contratação do fornecimento de energia, optando pelo comercializador que apresente condições mais favoráveis, face ao perfil de consumo da empresa.

• Proporcionar formação específica aos responsáveis e colaboradores sobre aspetos relacionados com o consumo de energia e eficiência energética, reforçando os seus conhecimentos e competências neste âmbito, para os envolver no desafio de reduzir desperdícios nos recursos energéticos.

OJE/Polo Positivo

Recomendadas

Foram criadas quase tantas empresas este ano como em 2019

Os primeiros 11 meses de 2022 ficaram marcados por um crescimento do número de novas empresas e por um recuo das insolvências. Isto apesar da incerteza e da subida dos custos, que acabou por ser agravada pela guerra na Ucrânia.

Economia portuguesa abranda, mas cresce mais do que a média europeia

A economia portuguesa cresceu 4,9%, no terceiro trimestre, abrandando em comparação com a variação registado nos três meses anteriores. Ainda assim, Portugal conseguiu crescer mais do que a média da UE e da zona euro.

Preço das casas para arrendar em Portugal subiu 2,9% em novembro

No final do mês de novembro, arrendar casa tinha um custo de 12,5 euros por metro quadrado.