Dificuldades em pagar as contas? Processo de insolvência singular pode ser um caminho

O consumidor em situação ou na iminência de incumprimento e sem qualquer perspetiva, a médio ou longo prazo, de que a sua situação financeira se altere poderá recorrer ao tribunal para pedir a insolvência singular.

Saiba o que fazer se a sua situação financeira está a atravessar uma fase muito negativa e se esgotou todas as possibilidades de negociação e se as dívidas se acumulam.

O consumidor em situação ou na iminência de incumprimento e sem qualquer perspetiva, a médio ou longo prazo, de que a sua situação financeira se altere poderá recorrer ao tribunal para pedir a insolvência singular. O processo de insolvência pode ser iniciado pelo próprio devedor, por qualquer credor ou pelo Ministério Público em representação das entidades cujos interesses lhe estejam confiados.

Cabe alertar que depois de declarado insolvente, em regra, o consumidor fica privado dos poderes de administração e disposição dos bens, sendo que estes poderes passarão a ser exercidos pelo administrador de insolvência nomeado pelo tribunal.

No âmbito da insolvência pessoal existem dois caminhos possíveis: a insolvência com exoneração do passivo restante ou a insolvência com plano de pagamentos.

Este é um processo judicial que implica obrigatoriamente a constituição de advogado. Caso não possua condições económicas poderá solicitar o Apoio Judiciário junto dos serviços de Segurança Social.

A decisão do recurso ao processo de insolvência pessoal deverá ser equacionada apenas como último recurso, devendo esta decisão ser tomada informada e conscientemente quanto as consequências e aos procedimentos desta via. É importante que esteja alertado para o que significa pedir a declaração de insolvência e de que outras soluções não eram possíveis.

Conheça estes e outros conselhos no nosso vídeo e guia completo disponível aqui.

 

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube!

 

 

Recomendadas

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

PremiumEconomia abranda, mas desemprego resiste

A economia voltou a desacelerar no terceiro trimestre, mas o mercado de trabalho parece estar a resistir. Inflação já pressiona empregadores, mas desemprego mantém-se em níveis baixos.

Salários reais caem pela primeira vez neste século e deixam milhões de trabalhadores em dificuldades

Há milhões de trabalhadores em dificuldades: os salários reais têm caído, pelo que são precisas, avisa a OIT, medidas que protejam o poder de compra. Em Portugal, o Governo já ajustou, por exemplo, a trajetória do salário mínimo com essa intenção em mente.
Comentários