Doenças do aparelho circulatório foram a principal causa de morte na Madeira em 2018

A moralidade feminina por esta causa (56,9%) foi superior à masculina (43,1%) e a maior parte das mortes ocorreram em pessoas com 65 e mais anos, representando 89% do total por esta causa. Neste âmbito destacam-se os óbitos por doenças cerebrovasculares (AVC), associados a 238 do total dos falecimentos (8,7% do total de óbitos).

As doenças do aparelho circulatório mantiveram-se, à semelhança do que aconteceu em 2017, como a principal causa de morte básica na Região Autónoma da Madeira (RAM) em 2018, registando 788 dos óbitos, ou seja 28,9% do total.

A moralidade feminina por esta causa (56,9%) foi superior à masculina (43,1%) e a maior parte das mortes ocorreram em pessoas com 65 e mais anos, representando 89% do total por esta causa. Neste âmbito destacam-se os óbitos por doenças cerebrovasculares (AVC), associados a 238 do total dos falecimentos (8,7% do total de óbitos).

Os dados da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) dizem ainda que os tumores malignos também voltaram a posicionar-se como segunda causa básica de morte na Região, com registo de 595 óbitos, ou seja, 313 homens e 282 mulheres. Sendo assim, esta causa de morte equivale a 21,8%, com um aumento de 1,2% face a 2017.

As doenças do aparelho respiratório foram a terceira causa básica de morte na RAM, com registo de 516 óbitos, sendo 241 homens e 275 mulheres. Esta causa correspondeu a 18,9% do total de mortes observadas na Região (18,5% em 2017). O número de óbitos por esta causa aumentou 11% face a 2017.

As doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas foram a quarta causa de morte em 2018, representando 5,4% do total dos falecimentos, já as doenças do aparelho digestivo bem como as causas externas de morbilidade e mortalidade representaram cada uma 5,1% dos óbitos na Madeira.

Recomendadas

Secretário da Economia considera que a Madeira tem “os melhores indicadores económicos de sempre”

A expetativa do governante é de que este ano a região melhore esses resultados, atingindo um novo máximo no PIB, e atraindo mais visitantes e comércio.

Grupo SATA integra projeto Cluster Grace Açores

Associados e membros do cluster partilham boas-práticas e desenvolvem sinergias com o objetivo de colocar os temas da Agenda 2030, 2050 e ESG (Environmental, Sustainability and Governance) como prioritários nas agendas das empresas.

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.
Comentários