Domingo vai haver desfile de carros. Atenção ao trânsito

No próximo dia 11 de dezembro, Lisboa recebe um cortejo de veículos antigos. A Câmara Municipal alerta para as eventuais perturbações na estrada.

A partir das 11 horas da manhã de domingo, um desfile de carros antigos vai provocar condicionamentos no trânsito na capital. O alerta foi dado pelo Departamento de Marca e Comunicação da Câmara Municipal de Lisboa.

As freguesias afetadas pelas perturbações na estrada vão ser as dos Olivais e Parque das Nações.

O percurso do desfile de antiguidades vai ser o seguinte: Parque Rio Trancão, Avenida Dom João II, Avenida de Moscavide, Rua do seminário, Avenida dos Descobrimentos, Rua do Brasil, Estrada da Circunvalação, Rua Furriel João Nunes Redondo, Rua Alferes B. Ruas, Rua Capitão Tenente O. E Carmo, Rua General S. Freire e Rua dos Lojistas.

Daí o cortejo segue para a Rua Capitão S. Carvalho, Avenida Dr. Francisco Luís Gomes, Rua Contra-almirante Armando Ferraz, Praça Baden Powell, Avenida Cidade de Luanda, Rua Cidade Nova de Lisboa, Rua Cidade de Moçâmedes, Rua Cidade de N. Redondo, Rua Cidade de Bissau, Rua Cidade de Bolama, Rua Cidade de Benguela, Avenida Cidade de Luanda, Rua Contra-almirante Ferraz, Avenida Dr. Francisco Luís Gomes, Rua Sargento A. Ferreira, Rua Furriel J.N. Redondo e termina na Avenida Dr. Alfredo Bensaúde.

Em comunicado, a autarquia de Lisboa refere que “as alterações à circulação e os respetivos desvios de trânsito serão devidamente coordenados no local por entidade policial”.

Recomendadas

Dia Mundial do Professor. Marcelo felicita docentes pela “competência, dedicação e entusiasmo”

Numa nota publicada na página da Presidência da República na internet, é recordado que hoje se assinala o Dia Mundial do Professor, instituído pela UNESCO para “evidenciar o papel dos professores, absolutamente essencial para o sucesso das novas gerações e no desenvolvimento das sociedades”.

5 de outubro: Marcelo pede que se faça avançar democracia com “caminho para todos”

Num discurso de onze minutos, na cerimónia comemorativa dos 112 anos da Implantação da República, na Praça do Município, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa falou dos governos que “tendem quase sempre a ver-se como eternos” e das oposições “quase sempre a exasperarem-se pela espera”, afirmando em seguida que “nada é eterno” e que “a democracia é por natureza o domínio da alternativa, própria ou alheia”.

Cleanwatts vai criar uma Comunidade de Energia Renovável em Braga

“Vamos instalar uma Central Fotovoltaica de 1,2 MWp (megawatts-pico), com mais de 2.100 painéis solares, nos telhados da Arquidiocese de Braga, que será integrada numa Comunidade de Energia Renovável”, explica Basílio Simões, fundador e presidente da Cleanwatts.
Comentários