Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.

Prestes a celebrar o primeiro ano, o polo tecnológico (Tech Hub) da Kaizen Gaming (dona da Betano, marca de apostas desportivas e casino online) mantém o foco no crescimento do mercado português e anunciou que irá abrir vagas para diversas funções.

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções: product owner, software engineer, software engineer in testing para integrar as equipas Scrum existentes e para a criação de uma nova equipa, anuncia a Kaizen.

“O reforço das nossas equipas comprova o sucesso do trabalho que o Tech Hub tem desenvolvido ao longo do último ano. Estamos a falar de soluções tecnológicas importantes que contribuem para melhorar a experiência dos nossos utilizadores, como por exemplo o chat automático de resposta ao cliente e o sistema de verificação automática da identidade dos utilizadores,” explica Vasil Gjinoshi, Technology Manager do Tech Hub em Lisboa.

“A ferramenta de chat, que foi introduzida nos vários mercados, permite-nos dar respostas rápidas sobre temas específicos, enquanto o sistema de verificação de identidade assume-se como uma mais-valia para os nossos clientes e reflete a nossa estratégia de garantir a segurança de quem utiliza os nossos serviços”, acrescenta este responsável.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Mark Bourke prevê subir o rácio de capital do Novobanco em cerca de 1% só com os lucros deste ano

“O nosso plano é o Novobanco ser independente e competitivo”, disse o CEO. Sobre se a Lone Star estava a negociar já com potenciais compradores numa venda futura do Novobanco, Mark Bourke respondeu “absolutamente que não”.

EDP emite 500 milhões de dólares de ‘green bonds’ a 5 anos

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento) do portfólio de projetos renováveis elegíveis da EDP, anuncia a empresa.
Comentários