Dona da Nowo contrata Goldman Sachs para estudar fusão com a Vodafone em Portugal e Espanha

O interesse da MásMóvil na operação espanhol da Vodafone não é novo. Mas, segundo a imprensa espanhola, o interesse chega agora também à Vodafone Portugal. O diálogo com a Vodafone ter-se-á intensificado. Ao JE, a Vodafone Portugal rejeita fazer comentários.

A MásMóvil, telecom espanhol que controla a portuguesa Nowo, contratou o banco de investimento Goldman Sachs para estudar aquisições nos mercados espanhol e português, incluindo uma fusão com a Vodafone. O interesse da MásMóvil na operação ibérica da Vodafone não é novo e, segundo conta o “El Confidencial”, esta quarta-feira, ambas as partes estão a explorar uma fusão.

O Jornal Económico contactou a Vodafone Portugal, mas a empresa liderada por Mário Vaz rejeitou fazer comentários.

A MásMóvil terá apresentado uma proposta de compra pela Vodafone Espanha, no valor de seis mil milhões de euros, no final de outubro de 2020. A oferta surgiu no seguimento de uma primeira abordagem durante o verão, visando apenas o mercado espanhol. Agora, a imprensa espanhola salienta que o interesse da MásMóvil estende-se à Vodafone Portugal. E as conversações entre os dois grupos ter-se-ão intensificado nas últimas semanas.

A MásMóvil entrou em Portugal no verão de 2019, após a aquisição do grupo Nowo/ONI. Mas em novembro de 2020, a MásMóvil passou a controlar apenas 100% do capital da Nowo, após um acordo entre acionistas para separar a Nowo da ONI, que passou para as mãos da Gigas.

A MásMóvil, que em Espanha tem a quarta maior operação de telecomunicações, estará a preparar-se para lançar-se nas comunicações móveis. O operador espanhol, depois de ter anunciado que iria participar no leilão do 5G, terá conseguido garantir as licenças de todos os lotes disponíveis na faixa dos 1.800 MHz, na fase reservada a novos entrantes.

Relacionadas

Dona da Nowo assegura espetro em Portugal para construir rede 4G

O jornal espanhol “Expansión” dá conta que, ao adquirir espetro, a MásMóvil prepara-se para construir uma rede 4G em Lisboa, Porto e Algarve, competindo diretamente com os operadores históricos Meo, NOS e Vodafone.

5G: Grupo espanhol Másmóvil vai entrar no leilão português através da Nowo

A Másmóvil entrou no mercado português no ano passado, com a compra, em conjunto com a GAEA, da Cabonitel, dona da Nowo e da Oni, aos fundos da norte-americana KKR.
Recomendadas

EDP emite 500 milhões de dólares de ‘green bonds’ a 5 anos

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento) do portfólio de projetos renováveis elegíveis da EDP, anuncia a empresa.

Metro de Lisboa tem um novo Provedor do Cliente e é o ex-ministro Vieira da Silva (com áudio)

Vieira da Silva foi eleito Provedor do Cliente do Metro de Lisboa, mas é “um contrato de prestação de serviço não remunerado”. O mandato é de um ano, renovável sucessivamente por iguais períodos.

“Nem eu nem a FPF quisemos criar esquema para iludir a AT”. Fernando Santos perde processo contra o fisco

Fernando Santos pretendia a anulação de liquidação de IRS no valor de 4,5 milhões de euros, verba relativa aos anos 2016 e 2017 mas viu o seu pedido indeferido no recurso que colocou junto do Centro de Arbitragem.
Comentários