Dono Inditex compra edifício em Washington por 335 milhões de euros

Amâncio Ortega que é também o primeiro acionista do grupo têxtil aumenta assim os seus ativos imobiliários. O prédio fica localizado na denominada zona financeira da capital norte-americana.

O dono da Inditex, Amancio Ortega, através da sua empresa de investimentos Ponte Gadea, concluiu a compra do prédio de escritórios chamado The Investment Building, em Washington, nos Estados Unidos, por 335 milhões de euros, segundo o portal imobiliário “Bisnow” e o jornal “Expansión” esta sexta-feira.

O edifício, localizado no cruzamento da K Street e 15th Street, que ficam situadas na denominada zona financeira da capital norte-americana era propriedade de uma joint venture entre a JP Morgan Asset Management e JBG Smith, que tinha 5% do espaço.

Este edifício tem um contrato de arrendamento com o escritório de advogados Sidley Austin LLP, que possui 72% da propriedade, num contrato att 2031. A empresa do setor financeiro UBS ocupará 13% do prédio até 2026.

Esta é a segunda maior operação de Amâncio Ortega nos Estados Unidos em menos de um mês. O fundador da Inditex tinha comprado por 655 milhões de euros um dos complexos sede da Amazon em Seattle, um ativo chamado Troy Block, composto por dois edifícios e que fazem parte do campus com 40 propriedades da Amazon.

Recomendadas

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.
Comentários